TESTE

 sdfsdfsdfsadfasdfsdg  sdfsdfsdfsadfasdfsdg
  1 Hits
  0 Comments
1 Hits
0 Comments

EBOOKS

Vá além do papel, leia onde estiver! Chega de desculpas, leia! Seja um Profissional de Alto Desempenho As empresas esperam, além de profissionais bem qualificados tecnicamente, os que possuem diferenciais. Os que são capazes de lidar com suas próprias emoções, de lidar com situações de pressão e conflito e que saibam se relacionar com diferentes ti...
Continue reading
  460 Hits
  0 Comments
460 Hits
0 Comments

VÍDEOS

Veja tudo em ação, movimento e mova-se! Não fique parado, nunca! Você termina aquilo que começa? Você já tentou mudar os seus hábitos e não conseguiu? Por exemplo, fez a matrícula na academia e simplesmente não se convenceu a ir? Prometeu que ia ler um pouquinho todos os dias e não conseguiu colocar em prática? Você sabe reconhecer os seus medos? V...
Continue reading
  482 Hits
  0 Comments
482 Hits
0 Comments

PODCAST

Ouça a voz que te conduzirá para além da sua imaginação. Conheça nosso canal de PODCAST
  400 Hits
  0 Comments
400 Hits
0 Comments

EBOOKS - OLD

Vá além do papel, leia onde estiver! Chega de desculpas, leia! Seja um Profissional de Alto Desempenho As empresas esperam, além de profissionais bem qualificados tecnicamente, os que possuem diferenciais. Os que são capazes de lidar com suas próprias emoções, de lidar com situações de pressão e conflito...
Continue reading
  53 Hits
  0 Comments
53 Hits
0 Comments

You have successfully installed EasyBlog

With EasyBlog, you can be assured of quality blogging with the following features: ​ Drag and Drop Blocks Add elements to your blog with a simple drag and drop element blocks. ​ Blog now, post later You can compose a blog now, suffer temporal writer's block, save and write again, later. ​ Social media sharing Automatically post into your Twitter, F...
Continue reading
  51 Hits
  0 Comments
51 Hits
0 Comments

O que a sua saúde tem a ver com sua performance profissional?

No início do ano, muitas pessoas decidem dar uma atenção especial à saúde. Ir à academia e se alimentar melhor são duas das metas mais comuns nesse período. Mas cuidar da saúde pode ter um impacto muito maior, repercutindo até em sua performance profissional.  Por isso, decidi iniciar 2020 falando sobre a importância da saúde em todas as áreas da vida, especialmente em sua relação com o trabalho. Leia mais e comece o ano com mais produtividade! Por que cuidar da saúde?Essa pode parecer uma pergunta desnecessária, mas existem milhões de pessoas que simplesmente não ligam para cuidar de si mesmas.  Vivem uma vida completamente voltada ao trabalho, ignorando o fato de que um dos fatores que pode comprometer o próprio desempenho profissional é a saúde.  Horas incessantes de trabalho, alimentação desregrada, falta de acompanhamento médico, incapacidade de manter uma rotina de exercícios físicos e, ainda, a ausência de Inteligência Emocional.  Além de contribuir para pessoas cada vez mais doentes, fatigadas e acima do peso, essas são atitudes que, a longo prazo, acabam com a saúde psicológica de qualquer um. E, por isso, síndrome de burnout, ansiedade e depressão, são crescentes. Então, cuidar da saúde deixa de ser simplesmente uma questão banal como “estar em forma para o verão 2021” e se torna uma preocupação direta com a sua entrega profissional.  Afinal, sem saúde, você se torna incapaz de ser sua melhor versão e, no pior dos casos, fica incapacitado até mesmo de trabalhar.  Saúde e performance profissionalMuitas pessoas acreditam que ter performance no trabalho é sinônimo de trabalhar incansavelmente, abrindo mão de suas vidas pessoais e vivendo exclusivamente para a empresa.  São pessoas que acham que ser considerado um “workaholic” é um elogio. Mas performance não tem nada a ver com isso. Muito pelo contrário!  Pessoas que não sabem equilibrar sua vida pessoal e profissional apresentam claros de exaustão e estresse, desgastes de uma mente que raramente consegue se desligar do trabalho. Pessoas assim não tem tempo para investir em sua própria saúde, família e amigos.    Dessa forma, a longo prazo, passam a faltar mais, ou aparecem na empresa sem as menores condições de exercerem seu trabalho. A qualidade de vida fica comprometida e uma performance exemplar torna-se baixa aos poucos.  Então, performance tem tudo a ver com saúde e o que quero que entenda é que não estou falando apenas de “não estar doente”, mas sim de estar bem com você mesmo! Como cuidar da saúde e melhorar a performance?Então, fica clara a tamanha importância de cuidar da saúde para sua felicidade, motivação e performance. Agora, quero te dar 5 passos para você começar esse ano colocando sua saúde em foco: 1º:  Faça check-ups periódicosA coisa mais óbvia ao se pensar em saúde é procurar um médico. Muitas pessoas evitam ao máximo fazerem check-ups, mas estar com todos os exames em dia é fundamental para ter certeza de que tudo vai bem. 2º: Tenha boas horas de sonoO sono é o momento em que seu corpo se reenergiza e processa todos os aprendizados do dia. Pessoas que não dormem bem, têm sua saúde física e mental comprometidas. Por isso, uma boa noite de sono não deve ser um luxo, mas sim uma meta. 3º: Exercite-seQuando falo sobre exercícios físicos, vejo muitas pessoas com barreiras só de pensarem em ir à academia. Nesse momento, quero que entenda que o começo é sempre mais difícil. Comece aos poucos, fazendo uma caminhada, ou descubra uma atividade que te faça bem.  4º: Tenha uma alimentação saudávelDe nada adianta seguir todos os passos acima se você vive se alimentando da pior forma. Se alimentar bem é mais um passo para que seu organismo trabalhe com seu máximo potencial. O alimento é o seu combustível, então selecione bem o que você ingere. 5º: Cuide da sua menteNossa mente tem tudo a ver com nossa saúde. Quando estamos ansiosos ou tensos, ficamos muito mais suscetíveis a doenças como depressão, síndrome do pânico, síndrome de burnout, entre outras. Por isso, dedique um tempo para si! Comece a nova década com alta performance!Esses são alguns passos simples e significativos para você levar uma vida com mais saúde e performance. Com eles, você estará mais equilibrado, podendo dedicar a sua energia com mais eficácia em todas as áreas da vida.   Então, espero que cuidar da sua saúde seja uma das prioridades de seu 2020. Afinal, vimos que isso impacta diversas áreas e, especialmente, sua carreira profissional.  Se você tem a meta de se desenvolver e se tornar um profissional de alta performance, recomendo que leia o E-book Seja um profissional de Alta Performance para começar o ano com atitude. E conte comigo na sua jornada para a alta performance! Abraços,  Paulo Alvarenga (P.A.)#AtitudeQueTeMove 
  1 Hits
  0 Comments
1 Hits
0 Comments

Quais são as suas metas para o Ano Novo?

Chegamos ao último mês do ano e quero te fazer uma pergunta: você realizou todas as metas que traçou para 2019? 2020 está chegando e é hora de pensar em quais são as suas metas para o Ano Novo! Mais de 80% das metas propostas pelas pessoas na noite de Réveillon não se sustentam até o segundo mês do ano, justamente porque planejam de maneira inadequada, ou porque estão apenas focadas em realizar um “ritual” de passagem de ano.  Então, se você quer fazer 2020 ser um ano diferente, realmente colocando em prática suas metas de Ano Novo, te convido a refletir comigo no artigo de hoje.  O ano está acabando, e agora?Nessa época do ano, boa parte das pessoas fazem um balanço, mesmo que mental, de tudo o que conseguiram realizar ao longo dos 365 dias que se passaram e você  provavelmente também pensa sobre o que deu certo ou não. É fato que todo nós temos metas e objetivos que queremos conquistar, sejam de curto, médio ou longo prazo. E o fim do ano faz crescer em nós o desejo de renovação, mudança e fechamento de ciclo. Mas talvez nós não saibamos como organizar todas as nossas metas em escala de prioridades para que, de fato, consigamos realizá-las, e isso é muito importante.  Muitas pessoas se sentem frustradas ao ver o ano acabando, justamente por se perceberem estagnadas, sem terem conseguido realizar os objetivos que se propuseram ao longo dos doze meses. Ficam desesperadas pensando na viagem que não fizeram, na conta bancária que não saiu do vermelho, no carro que não foi trocado, na promoção inatingida, no relacionamento com a família que não melhorou… E a lista é longa. Por isso, quero que reflita sobre uma questão: apenas traçar metas é o suficiente para realizá-las? Ou será que é preciso fazer algo diferente?  O que impede você de alcançar suas metas?Partilhei com os leitores do meu livro #Atitude que te move uma coisa interessante. Na infância, geralmente sonhamos com uma série de coisas e ficamos imaginando o dia em que seremos “grandes” para realizar tudo aquilo que desejamos. Mas crescemos e é bastante comum que a persistência fique lá trás. A vida vai nos levando para outros lugares e, quando percebemos, a força dos acontecimentos nos direcionou para desafios novos.  E embora existam coisas que fogem ao nosso controle nesse momento, alguns fatores impedem qualquer pessoa de alcançar o que deseja: 1- Ausência de foco Não adianta remoer o que já passou, é preciso olhar para a frente, pensando no que ainda se pode realizar. Essa é a primeira estratégia para atingir metas: foco. Foque no que você deseja atingir e coloque toda a sua atenção e energia nisso.  Pessoas com foco raramente deixam de ter visão do que querem e, por isso, são muito mais determinadas em seus objetivos.  2- Dificuldade em dar prioridadeO ano está acabando mas não se desespere, tenha em mente as metas que você quer atingir e saiba que algumas têm mais prioridade do que outras. Você é o responsável por determinar o que quer realizar primeiro. Não adianta querer “abraçar o mundo”. O ano tem apenas 12 meses e, depois, quem se frustra é apenas você! 3- Falta de propósitoO propósito é nosso GPS. Ele é o responsável por nos mostrar o caminho e, quando desviamos de nosso destino por algum motivo, o GPS recalcula a rota que precisamos seguir para que consigamos chegar onde pretendemos. Por isso, não crie metas “vazias” e que não fazem sentido para você. Se deseja emagrecer, entenda a fundo o porquê disso ser importante. Com uma meta fundamentada por um propósito, você fica mais motivado para dar pequenos passos em direção ao seu objetivo.  Tenha alta performance em 2020!Mesmo sendo uma lista pequena, esses 3 itens são o bastante para te fazerem traçar um 2020 com mais performance em tudo o que deseja. Mas o primeiro passo, claro, é olhar para si mesmo e entender o que deve ser diferente no ano que vem.  Muitos de nós vivemos em um piloto automático que não nos permite olhar para nossas próprias vidas com atenção. Então, uma ferramenta que pode te ajudar a ter uma visão holística da sua vida e de como você está em todas as áreas da vida é a Roda da Vida.  Meu conselho é: tire um tempo para você antes do ano acabar e clique neste link. Responda todas as perguntas e observe o resultado final da sua Roda da Vida. Depois, é hora de traçar um plano de ação, focando nas áreas que não vão tão bem. Nesse momento, você pode anotar as suas metas para o próximo ano e o porquê de serem tão importantes para você. Seja bem específico e elenque seus objetivos por ordem de prioridade, assim você direciona seu foco da melhor forma.  Ao final, coloque o papel em que escreveu suas metas onde você possa ler todos os dias. Isso o motivará a cumprir todos os itens. Um ótimo fim de ano para você e conte comigo para sua jornada em 2020! Abraços, Paulo Alvarenga (P.A.)#AtitudeQueTeMove
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Como a Inteligência Emocional te torna um líder melhor

Você já teve um líder do qual sentia admiração? Ou quando ouve a palavra fica até desconcertado em razão de experiências ruins? Uma coisa é certa, todos nós já tivemos líderes, seja na vida pessoal ou profissional e, se não tivemos, já exercemos esse papel com nossos filhos, cônjuges ou no ambiente profissional. E quais são as lembranças que guardamos dessa relação: de líder e liderado? Se você tem dúvidas sobre como exercer seu papel de líder, saiba que por meio da Inteligência Emocional você pode se tornar um líder extraordinário, além de garantir a segurança psicológica da sua equipe e conduzi-la melhor. Quer saber mais? Leia o artigo dessa semana e descubra como é possível se tornar um líder extraordinário por meio da Inteligência Emocional. O que é Inteligência Emocional?Já faz um bom tempo que o Q.I (quociente de inteligência) deixou de ser a melhor forma de avaliar as capacidades das pessoas. Ter apenas um bom Q.I não significa que você será uma pessoa e profissional de sucesso. Hoje, é o Q.E (quociente emocional), mais conhecido como Inteligência Emocional, que  faz diferença na vida de qualquer pessoa, e onde está o segredo do desenvolvimento do líder de sucesso. Segundo Daniel Goleman, “pai” da Inteligência Emocional, é a capacidade que nós temos de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de administrar bem as nossas emoções e trabalhá-las a nosso favor. Por isso, se você quer ser um líder que inspira outras pessoas, precisa estar consciente das suas emoções para não ser surpreendido por sentimentos que poderiam estar sob seu controle. A Inteligência Emocional, segundo o Fórum Mundial de Economia, é umas das 10 competências mais exigidas para qualquer profissional de sucesso do futuro. E, quando falamos de futuro, estamos falando de 2020, portanto, se você quer ser um líder de sucesso e inspirar seus liderados e colaboradores, precisa começar hoje mesmo a desenvolver as habilidades da Inteligência Emocional. Lidere com Inteligência EmocionalVocê já parou para pensar que tipo de líder você é? Quais são as suas principais características e, como seus liderados e colaboradores te veem? Essa é a primeira reflexão de um líder com Inteligência Emocional: expandir a consciência e ter clareza de seu papel dentro da instituição. E, nesse processo, algumas perguntas são fundamentais e muito características dos líderes e CEOs de grandes empresas que utilizam a Inteligência Emocional a seu favor:  Você empodera seus liderados a tomarem decisões ou centraliza todos os processos e tarefas em si mesmo? Você estabelece relações de confiança com seus colaboradores ou cultiva a falta de transparência? Você tem em mente seu propósito como líder ou lidera sem saber o porquê? Você coloca atenção ao engajamento da sua equipe, ou seus liderados trabalham sem motivação alguma? Você, no papel de líder, tem mais foco em tarefas ou em desenvolver pessoas? Todas essas perguntas podem ajudar você a perceber se tem sido um líder de Alta Performance e conduzido sua equipe com Inteligência Emocional, ou, se ao invés disso, centraliza tudo em si mesmo e espera que eles alcancem o resultado que você deseja. O líder que conduz sua equipe com Inteligência Emocional, lidera pelo exemplo e, não só traz prosperidade para os negócios da empresa, como também desenvolve as pessoas e contribui para que cada uma delas se desenvolva junto com a instituição. Quando os liderados têm consciência de que o crescimento e o sucesso da empresa também são os seus, é sinal de que o líder está no caminho certo, liderando com I.E. O que te impede de ser um verdadeiro líder?Liderar um time não é fácil, mas ignorar alguns princípios básicos da Inteligência Emocional pode tornar essa tarefa ainda mais difícil. A I.E permite que o líder desenvolva algumas capacidades que são essenciais para qualquer gestor de equipes: Desenvolva o autoconhecimento, compreenda melhor as suas emoções e as dos outros, se expresse e dê mais feedbacks sem medo da reação de seus liderados e colaboradores, lide melhor com os momentos de pressão, seja mais autoconfiante.. Posso dizer a vocês que, em minha experiência como coach profissional, no desenvolvimento de líderes e CEOs de grandes empresas, team building, consultor de T&D e, também como pai e esposo, fui absorvendo muitas experiências.. E o que eu aprendi com elas? Que com Inteligência Emocional nós aprendemos a nutrir boas emoções e elas refletem em todas as nossas relações. Sem Inteligência Emocional ficamos sujeitos a cair em armadilhas que talvez não nos surpreendessem se tivéssemos desenvolvido essa habilidade e que qualquer reação mais desproporcional, pode nos afetar de maneira exagerada. A experiência de ter acompanhado grandes líderes me fez perceber que muitos executivos vivem distantes de suas equipes e de suas famílias justamente por não desenvolverem essa habilidade. Pessoas que só sabem dar ordens a seus liderados ao invés de os incentivarem, se desesperam diante de situações de estresse e que não sabem agir com serenidade e calma.  Mas talvez vocês me questionem: a Inteligência Emocional pode ser desenvolvida, P.A.?  Sim! Ela é uma habilidade e pode ser desenvolvida, treinada e aprimorada à partir da construção de novos hábitos e comportamentos. Por isso, se você quer ser um líder autêntico e verdadeiro, dê atenção aos seus comportamentos e perceba se você não tem esses comportamentos, justamente por não desenvolver as habilidades da I.E:  Liderar sem propósito; Não delegar;  Não estabelecer relações de confiança; Não empoderar e motivar a equipe; Focar nas tarefas e não nas pessoas; Não dar feedbacks.Como utilizar a Inteligência Emocional a seu favorUm verdadeiro líder é aquele que incentiva a sua equipe e sabe respeitar as diferenças, que toma decisões rápidas e assertivas, lidera pelo exemplo e, principalmente, dá suporte aos seus liderados. E quando falo em dar suporte, falo do líder que colabora no desenvolvimento não só da empresa, mas no crescimento de seus liderados fora dela também, que entende que “ocupa” o papel de gestor e não de chefe e sabe que é mais autêntico se liderar com propósito. E é exatamente a partir da I.E que o líder compreende que o autoconhecimento é o princípio básico para começar a se desenvolver e, então, poder desenvolver outras pessoas. Um líder que não tem consciência de si mesmo, fica mais distante do seu propósito como líder. E aquele que não sabe porque lidera tende a ter atitudes e comportamentos que não são próprios de líderes extraordinários. Há muito tempo atrás, quando eu descobri o meu propósito de vida, eu percebi que ele se conectava diretamente com o verdadeiro líder que eu desejava ser, o líder que vai ao encontro das pessoas, despertando o melhor de cada uma delas.. E essa frase, até hoje, me mantém conectado com meu propósito como líder: Me tornar um ser humano integral, que seja exemplo de pai, filho, companheiro, amigo e líder e, que através do amor, verdade, família, entusiasmo e aventura, inspire as pessoas a terem uma vida extraordinária. Se você deseja se tornar um líder extraordinário que conduz as pessoas através da Inteligência Emocional, mas ainda tem dúvidas, conheça meu e-book gratuito e saiba como começar a desenvolver essa habilidade que é tão importante para qualquer profissional. #Atitude que te move! Um abraço, Paulo Alvarenga (P.A.) 
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Como atingir definitivamente a Alta Performance

Hoje, muito se fala sobre Alta Performance e sobre o que é preciso “ter” para se alcançar o sucesso, seja ele profissional ou pessoal.Mas, se eu lhe perguntasse quais são as maiores características das pessoas de sucesso, ou, o que todas elas têm em comum, você saberia me dizer?O que eu percebi durante muitos anos de estudos é que qualquer pessoa, seja eu ou você, deseja alcançar o sucesso, mas o que poucas sabem, é que para atingir definitivamente a Alta Performance é preciso encontrar equilíbrio entre as 8 áreas da vida.Se você quer aprender o que diferencia as pessoas de sucesso das demais, descobrir o que é Alta Performance e como atingi-la, te convido a refletir comigo e ler o artigo de hoje.Vou lhe mostrar como todos nós temos potencial e podemos nos tornar pessoas de Alta Performance.Boa leitura!O que é Alta Performance?Eu costumo dizer que, o único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário. A gente tem que trabalhar muito para alcançar os nossos objetivos..Alta Performance tem muito a ver com a maneira com a qual você persegue seus objetivos, as suas atitudes frente aos seus sonhos, intenções, propósitos e metas.Alta Performance é Atitude, #Atitude que te move para realizar tudo em sua vida.Todas as pessoas de performance, são pessoas altamente motivadas, que estão sempre dispostas a serem cada vez mais versões melhores de si mesmas, buscando objetivos também maiores.E todas essas pessoas têm características em comum, atributos que as permitem chegar ao lugar que desejam.E o que as pessoas de sucesso têm em comum?Eu tive grandes experiências em minha vida, alguns conflitos, fracassos e vitórias também, e hoje, posso dizer que vivo em Alta Performance.Mas, até quando se vive em Alta Performance, é preciso ter um olhar de evolução constante, não podemos nos manter paralisados ou estagnados.E, quando paro para refletir o que fiz para chegar até esse lugar, e o que diferencia essas pessoas das demais, me deparo com um lugar comum em que todas essas pessoas de sucesso também conseguiram chegar.E é isso que quero dividir com vocês, seja para alcançar sucesso pessoal ou profissional. E a resposta para essa pergunta é simples: Inteligência Emocional!A Inteligência Emocional é umas das 10 competências essenciais para os profissionais de sucesso no futuro, segundo dados do Fórum Mundial de Economia.E é exatamente a partir dessa habilidade que você pode alcançar a Alta Performance e atingir as mudanças necessárias para viver os seus propósitos.Dessa forma, é possível afirmar que pessoas bem-sucedidas são capazes de utilizar a Inteligência Emocional para equilibrar a performance nas 8 áreas da vida.Como equilibrar as 8 áreas da vida?Aumento salarial, viajar o mundo, terminar a faculdade, abrir o seu negócio, ter saúde física, constituir a família que deseja, todos nós temos muitas metas que sonhamos realizar em todas as áreas da vida..E quais são os desafios que você enfrenta todos os dias que tem te impedido de alcançar os seus sonhos? Quais são as suas maiores distrações? O que está disposto a fazer?Uma coisa é certa: seus objetivos podem ser alcançados e, você pode ter Alta Performance, mas, para isso precisa ter consciência de que cada área é muito importante para o todo e merece um olhar profundo.Quando sabemos onde estão os nossos gaps e pontos fracos, onde podemos melhorar, qual área caminha bem, fica mais fácil direcionar a nossa atenção e não gastar energia à toa.Você precisa entender, primeiramente, que nada adianta ter sucesso profissional, por exemplo, e ter um péssimo relacionamento com a família e os filhos, ou, uma saúde debilitada.Todas as áreas precisam estar em equilíbrio e harmonia para se ter uma vida de Alta Performance. É exatamente isso que une todos os profissionais de sucesso e, por essa razão, é tão relevante cuidar bem de cada uma delas:Saúde e bem-estarVocê tem disposição e vitalidade em seu dia a dia? Vai anualmente ao médico para fazer check ups? Está em sua melhor forma física? Você pratica o autocuidado?Dedica tempo para cuidar do bem mais precioso que existe: você mesmo? Garantir saúde e bem-estar é garantir que você terá condições para buscar todos os seus objetivos.A dimensão física é a base para você alcançar o sucesso e a Alta Performance em todas as outras áreas da sua vida, pois sem saúde você não conseguirá aproveitar nada do que a vida te oferecer.Relacionamento íntimoQuão feliz você se sente hoje em relação aos seus relacionamentos íntimos: casamento ou namoro? Você se sente emocionalmente equilibrado? Tem uma relação saudável?A qualidade em nossos relacionamentos íntimos têm grande impacto em nossa realização pessoal, pois todos nós, sem exceção, desejamos nos sentir amados, valorizados e ouvidos.Porém, essa é uma das áreas mais desafiadoras da nossa vida, já que um relacionamento é constituído por duas pessoas com valores, histórias e crenças tão diferentes. Por isso, alinhar as expectativas do casal é muito importante para se alcançar a Alta Performance nessa área da vida e buscar equilíbrio em todas as outras.Produtividade e performanceNo final do dia, você consegue celebrar seus feitos e ter a sensação de dever cumprido? Você entrega o que promete, no tempo e na qualidade que gostaria? Você usa o seu tempo da melhor maneira, ou, falta tempo no fim do dia?Um dos maiores desafios do ser humano hoje é produtividade e performance, aprender a se desconectar das distrações e focar naquilo que realmente importa, é tarefa difícil.Quantas vezes na vida a gente começa alguma coisa e não termina, acaba largando pela metade? Eu sempre digo que as pessoas que vão até o fim naquilo que começam, são pessoas de ação, pessoas de Alta Performance.Atingir o equilíbrio na produtividade te permite ser uma pessoa com mais satisfação pessoal, qualidade de vida e presença no que quer que realize.FamíliaQuanto tempo você realmente tem dedicado à sua família? Quando você está com eles, você está presente de fato? Você se coloca à disposição quando eles precisam e não só em datas comemorativas?A maior parte do tempo em nossas vidas, gastamos com os nossos familiares, e ter tempo de qualidade com eles é primordial, pois é na família que construímos a base de todas as nossas relações.Por isso, se algo não vai bem em nosso seio familiar, vamos sempre achar que está faltando algo e, quando perdemos essa conexão, nos desconectados de tudo.IntelectualO quanto você se atualizou e se desenvolveu nos últimos anos? Tem investido tempo e dinheiro em si mesmo? Reserva um tempo da sua vida para ler e se aplicar?Estamos em um mundo cada vez mais ágil e cheio de informações e, você já se questionou como lida com essa realidade?Ter um espírito de aprendiz é fundamental se você não quer ficar para trás e acompanhar a evolução do mundo desenvolvendo novas competências e habilidades.O seu futuro depende de você, e quando você busca a melhor versão de si mesmo através de investimento pessoal e atualizações, você fica mais próximo de alcançar a Alta Performance.EspiritualidadeQuão feliz você se sente hoje em relação à sua espiritualidade? Se sente energizado em seu dia a dia? Está motivado e feliz? A sua vida tem sentido?Quando falo em espiritualidade, não estou falando de religião, mas sim daquilo que você acredita que pode te transcender e te ajudar a enfrentar as situações mais difíceis da sua vida.Talvez junto com a saúde física, a espiritualidade seja uma das áreas mais negligenciadas, pois sempre acreditamos que outras coisas são mais importantes.Mas, se não estamos conectados com nosso propósito de vida, se não nos sentimos felizes e motivados, não realizamos nada, nossa vida passará a não ter sentido gerando um forte impacto em nós e afetando todas as outras áreas.FinanceiraVocê usa o seu dinheiro ou é dominado por ele? Consegue viver bem com o que ganha? Sobra dinheiro no fim do mês e, tem reservas financeiras para possíveis emergências?Lidar com dinheiro é algo difícil para todos nós, mas alcançar equilíbrio nessa área é o que nos permite ter tranquilidade para vivermos bem.Se você tem um padrão de vida adequado com o que ganha e não vive preocupado em se exibir para os outros, está no caminho certo, pois ter uma boa relação com o dinheiro te aproxima de uma vida de Alta Performance.Muitas pessoas acreditam que a solução de todos os problemas é uma vida financeira com prosperidade, mas, se você não tiver inteligência emocional para lidar com o dinheiro, de nada adianta.ProfissionalVocê está satisfeito com a sua vida profissional? É prazeroso para você acordar todos os dias e ir trabalhar? Por que você trabalha? Consegue realizar seus sonhos profissionais? O nosso trabalho ocupa boa parte de nossas vidas e se não formos felizes profissionalmente, imagina o quão pesado será nossas vidas..Quando encontramos nosso propósito de vida e ele está alinhado com nosso trabalho, nossa contribuição para o mundo é gigantesca, pois passamos a realizá-lo com Alta Performance.Se você já ouviu falar de ikigai, sabe do que eu estou falando, pois o ikigai é exatamente isso: quando você encontra o motivo que te faz levantar da cama todos os dias, realizando sua missão no mundo e, ainda, sendo pago por isso. Uma das maiores características das pessoas de sucesso é que elas têm foco e determinação, então, se você chegou até aqui, significa que você está no caminho certo, rumo à Alta Performance.E se depois dessa leitura você ainda sente que precisa mudar algumas áreas da sua vida, mas não sabe como, te convido a conhecer o APP - Alta Performance Pessoal, o treinamento que já transformou a vida de milhares de pessoas.O APP vai te ensinar estratégias para equilibrar as 8 áreas da vida buscando Alta Performance, treinando sua mente para atingir suas metas e realizar seus objetivos e, principalmente, te ajudar a sustentar todas as mudanças.#Atitude que te moveAté a próxima!Um abraço, Paulo Alvarenga (P.A.)
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

4 passos para aumentar a produtividade em sua vida

Quem nunca sonhou em aumentar a sua produtividade e ainda ter qualidade de vida? Parece um sonho de todos nós não é mesmo? Como a lenda do pote de ouro no fim do arco-íris..Mas se num bate-papo informal com seus amigos e familiares você perguntá-los como anda a vida, vai perceber rapidamente que a maioria deles responderá: “Minha vida é uma correria”, “Estou trabalhando feito louco”, “Não tenho tempo para nada”...Talvez você também se encaixe nesse cenário e, o pior de tudo, é que isso não traz nenhum resultado ou benefício, só gera estresse.Quantas pessoas você conhece não vivem esse contexto: trabalham feito loucos, nunca tem tempo para nada e também não gozam de qualidade de vida e vice-versa?Parece que para ter uma coisa não se pode ter outra, é como se uma excluísse a outra: para ser produtivo é preciso trabalhar feito louco, ou, para se ter qualidade de vida é preciso retirar-se e ir viver nas montanhas como um monge.Mas a verdade é que não é bem assim, é possível ser uma pessoa produtiva e ainda ter qualidade de vida. Se você tem filhos, é casada, tem um emprego formal e, quer encontrar tempo para cuidar de si mesma, e ainda aumentar a sua produtividade e, tudo isso de maneira consciente e equilibrada, esse artigo é para você.Leia o post dessa semana e saiba como é possível através de passos simples aumentar a produtividade em sua vida e encontrar o equilíbrio que precisa para viver com Alta Performance.Não seja um super-herói, respeite os sinais do seu corpoQuantas vezes você já se pegou tentando ser um super-herói? Realizando milhões de atividades ao mesmo tempo e achando que dessa forma iria conseguir resolver tudo?Não adianta sair operando no “piloto automático”, é necessário parar e se auto-observar, ouvir os chamados internos e não ficar refém de uma busca alucinada por produtividade, pois isso também pode ser um grande equívoco.Eu mesmo já vesti a roupa de super-herói e não tive resultados positivos e, ao invés de aumentar a minha produtividade, tive que diminuir o meu ritmo.Eu estava levando a vida de maneira acelerada, agendando todos os compromissos que poderia agendar num curto espaço de tempo, e não parava nem para contemplar e entender o que estava fazendo.Atrasado para um compromisso no interior de São Paulo, pulei do carrinho de golfe como se fosse o “Homem de ferro”, imbatível e invencível, e com essa compreensão acerca de mim mesmo, sem me dar conta de que era a hora de diminuir o ritmo, “estourei” o joelho.Quando a gente não se dá conta de que está na hora de diminuir o passo, a vida dá um jeito de parar a gente de outra forma. E o que foi que aconteceu? Tive que operar o joelho e ficar vinte dias parado.Aprender a priorizar somente o que é mais importante e não sair realizando tudo que está em nosso radar, nos ajuda a aumentar a nossa produtividade, pois ao contrário do que muitos pensam, estar sempre ocupado não é sinônimo de produtividade.A multitarefa é a atividade que mais nos rouba energia e mais nos torna ineficientes. Então, aprenda a priorizar e a dizer não para o que não é urgente. Não vista a capa de super-herói!Aprenda a gerenciar o seu tempoNão importa o quanto o mundo tenha evoluído e o quão moderno nós possamos nos parecer, uma coisa é sempre igual: o dia tem 24 horas.Então se você quer aumentar a sua produtividade e ainda ter tempo para cuidar dos filhos e da casa, se cuidar, praticar atividade física, entre outras coisas, precisa aprender a gerenciar melhor o seu tempo.Coisas rotineiras como ir ao supermercado, buscar o filho no colégio, dar conta das entregas no trabalho, arrumar um “tempinho” para ir à academia, sair com os amigos, passear com o marido, a lista é imensa e nunca terá fim…E, se entre todas as coisas que você precisa realizar, você não souber o que é mais importante para gerenciá-las de maneira adequada, sem sombra de dúvida, o seu dia vai parecer ter menos do que 24h e você continuará correndo atrás do relógio.Para Christian Barbosa, autor best-seller de A Tríade do Tempo, maior especialista do país em produtividade, nossas atividades podem ser divididas em três grandes esferas: urgente, importante ou circunstancial.Para ele, o equilíbrio dessas categorias está diretamente relacionada à nossa qualidade de vida, e para manter essas harmonia, precisamos repensar a maneira como temos distribuído nosso tempo.Não adianta fazermos listas imensas, já que gerenciar bem o tempo não significa organizar bem as tarefas, mas sim saber identificar ao longo do dia o que é mais importante, urgente ou circunstancial.Quando entendermos que nunca haverá tempo suficiente para fazermos tudo, mas que há tempo suficiente para fazermos o mais importante, seremos pessoas mais produtivas.Um dos princípios fundamentais para aumentar a produtividade é aprender a priorizar aquilo que é mais importante e dizer não para o que não é urgente.Busque mais concentração, evite distraçõesQuantas as vezes ao longo do dia, você se pega distraído em suas redes sociais? Sem sombra de dúvida, as mídias sociais estão no topo da lista de tudo que mais nos rouba atenção, foco e concentração ao longo do dia.Se você parar para fazer o cálculo de quantas horas por dia perde com elas, talvez se assuste, o consequentemente te deixa menos produtivo. Elas nos dão a falsa sensação de estarem preenchendo nossas vidas, mas muito pelo contrário, elas apenas roubam nosso tempo.Caixas de e-mails lotadas, whatsapp, tente aplicar algumas técnicas que lhe ajude a olhar menos as notificações do seu celular, porque isso diminui a sua concentração e faz com que você perca mais tempo tentando se concentrar novamente.Tente se desconectar um pouco e se questione constantemente: as mídias sociais estão trabalhando a meu favor, ou, roubando horas preciosas do meu dia? Essas distrações são importantes, urgentes ou apenas circunstanciais?Pare de procrastinarExistem muitos fatores que geram a procrastinação e, com certeza, impedem que você se torne uma pessoa mais produtiva e saiba gerenciar melhor o seu dia.Timothy Pychyl, professor de Psicologia da Carleton University em Ottawa, Ontário, considera a procrastinação uma “estratégia de enfrentamento centrada na emoção”.Ele sugere que quando você entende o que está lhe desmotivando você pode começar a abordá-lo, pois muitas das nossas emoções não são conscientes, então o primeiro passo é ter consciência de como você está se sentindo: “Por que continuo não querendo fazer isso?”As razões pelas quais as pessoas se esquivam de suas tarefas podem nascer de muitos motivos: perfeccionismo, pouco significado e propósito no que realiza, incerteza sobre como fazer algo, insegurança, medo, ansiedade..Para Pychyl, resolver não realizar hoje uma tarefa que você considera odiosa, faz com que você se sinta bem prevendo que no dia seguinte se sentirá muito melhor, o que facilitaria resolver o que se procrastinou.Mas obviamente no dia seguinte você se sente pior por não ter realizado, o que dificulta a tarefa e aumenta o estresse. E você continua procrastinando..Claramente, não há nada de positivo em procrastinar. Atrasar ou adiar o que se precisa fazer, não reduz a angústia, muito pelo contrário, esse incômodo só aumenta conforme o tempo passa. E aí, você se identificou com alguma dessas situações? Como pôde perceber, essas são dicas muito simples, mas que podem ajudá-lo a ser mais produtivo.Se você ainda tem questionamentos sobre como aumentar a sua produtividade para ter qualidade de vida e viver com Alta Performance, baixe gratuitamente o e-book “Seja um Profissional de Alta Performance” e descubra o que os profissionais de alto desempenho têm em comum e o que fazem para viver de forma equilibrada.#Atitude que te move!Um abraço, Paulo Alvarenga (P.A.)
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Os passos definitivos para você alcançar suas metas

Quantas vezes na vida você já definiu metas e objetivos e não conseguiu realizá-los ou tirá-los do papel? E talvez tenha até se perguntado: o que falta para eu alcançar minhas metas?“Insanidade é fazer sempre as mesmas coisas esperando resultados diferentes”. Certamente você já ouviu essa frase e, ela traduz exatamente o seu questionamento, pois nada adianta almejar resultados extraordinários e agir sempre da mesma maneira.Para sairmos do lugar, precisamos agir e, para sabermos o que é preciso fazer, precisamos definir as nossas metas. Há quem não goste de pensar a longo prazo, mas saber onde se quer chegar é fundamental para que se consiga de fato chegar onde se quer.Se você quer saber como alcançar suas metas, o artigo de hoje vai lhe mostrar o que é necessário mudar e fazer de diferente, traçando uma visão de futuro e levando você a refletir que para conseguir chegar onde se quer é preciso saber exatamente qual é esse lugar.E por que é tão importante ter metas?Segundo o filósofo Sêneca, “Quando se navega sem destino, nenhum vento é favorável”. Quantas pessoas, ou, até mesmo você,  trabalha, se esforça, está sempre ocupado, mas não consegue realizar as metas que traçou?Isso acontece justamente porque você não sabe o que quer e, acaba gastando energia e esforço com o que não traz resultados efetivos. E mesmo que você se esforce, trabalhe e esteja sempre ocupado, será bem difícil alcançar suas metas.Estabelecer metas é extremamente importante pois condicionamos o nosso cérebro, já que ele é completamente seletivo.Imagine só a quantidade de pensamentos e informações que recebemos ao longo do dia, agora, imagine se o nosso cérebro tivesse que guardar todas essas informações? Ele não suportaria e, por isso mesmo, seleciona apenas aquilo que é mais significativo. Logo ter metas é tão importante, pois dessa forma nosso cérebro começa a prestar atenção somente ao que de fato é relevante.É muito fácil notar isso: quando você decide comprar um carro e escolhe o modelo, começa a enxergá-lo em todos os lugares, mas isso não significa que todas as pessoas resolveram comprar o mesmo carro que você, apenas que seu cérebro começou a prestar atenção.E aí, que tal começar agora a dar os passos definitivos para alcançar suas metas?Entusiasmo, não motivação

Saber a motivação por trás das metas que você quer alcançar é fundamental, mas há algo mais importante que motivação: entusiasmo.

Motivação vem de fora, entusiasmo vem de dentro. Mas, entusiasmo nada tem nada a ver com otimismo e, muitas pessoas confundem os dois, como se estar entusiasmado fosse simplesmente estar feliz com um sorriso enorme pregado no rosto.Entusiasmo é aquilo que move você a fazer o que deseja, que o leva a ultrapassar os obstáculos que impedem de alcançar suas metas.Em meu livro, #Atitude que te Move ,eu falo bastante sobre isso em A mecânica do Entusiasmo, mostrando ao leitor que uma pessoa com entusiasmo pode quebrar qualquer barreira.Vou te dar um exemplo que gosto bastante: você já viu um atleta de alta performance entrando em cena para vencer? Geralmente ele tem a visualização do pódio e carrega consigo entusiasmo que o move a conquistar sua meta.Se ele tem entusiasmo, dificilmente ficará vulnerável ao ambiente. Pois imagina esse atleta jogando no campo adversário, recebendo várias vaias, se ele estiver sem entusiasmo, provavelmente terá interferência em sua performance.Quando estamos entusiasmados, essa energia vem de dentro e, portanto, não precisamos dessa motivação de fora. O motivo está conosco e, independentemente do ambiente, sabemos o que queremos.Entusiasmo é ação, é fazer você se mover em direção às metas que quer alcançar.Escreva sua meta num papelComo você já sabe, nosso cérebro recebe muitas informações, mas é completamente seletivo e, só começa a prestar atenção naquilo que expressamos a ele como realmente importante.Depois de um tempo, aquilo que você determinou como meta pode cair no esquecimento se você não tiver anotado de forma clara em algum lugar, e levá-lo ao círculo vicioso de se esforçar muito, trabalhar, se manter ocupado, não alcançar suas metas e ainda se perguntar o porquê.Ao escrevê-la você utiliza uma outra área do cérebro que facilita a memorização e o foco.Mas ter foco é uma das habilidades mais difíceis de se conquistar hoje e, se você já se distraiu lendo esse artigo, imagina não anotando suas metas.Saiba que normalmente uma pessoa pode ficar distraída 40% do tempo quando lê um texto, por essa razão é preciso resistir se você quer alcançar suas metas.Daniel Goleman, autor best-seller de Inteligência Emocional, diz que precisamos aprender a aprimorar nosso foco se quisermos prosperar no mundo complexo e cheio de distrações no qual vivemos.Foco é uma  ferramenta fundamental, é o que diferencia uma pessoa comum e mediana de uma pessoa de sucesso que realiza todas as metas com alta performance.Então já sabe né?! Se quiser tirar suas metas do papel e não deixá-las cair no esquecimento das milhões de coisas que realiza ao longo do dia, é preciso escrevê-la!Seja determinado e comprometa-seTrabalhar o foco também ajuda a ter determinação, e, se manter determinado, é o que pode se tornar mais difícil a longo prazo.Quem já não esteve em treinamentos motivacionais e saiu acreditando que estava pronto para encarar a vida cheio de determinação, só que nem bem chegou em casa e já estava de volta ao estado normal?Por isso, ter foco ajuda você a se manter conectado com as metas que quer alcançar e não acabar desestimulado e desanimado por eventuais problemas que possam surgir ao longo da caminho.O que também ajuda na realização das suas metas é se comprometer de forma pública com elas, ou seja, anunciando-as para seus amigos, familiares, ou a quem você sentir confiança.Estudos comprovam que quando anunciamos nossa metas temos 10 vezes mais chances de alcançá-las. Portanto, não perca tempo, faça logo acontecer.Tenha paciênciaAlgumas metas que desejamos alcançar são objetivos de longo prazo, que podem demorar muitos meses ou, até anos, como por exemplo, o financiamento da casa ou carro.E para isso é necessário trabalhar uma virtude: a paciência. Serenidade e equilíbrio para entender principalmente que você  terá que lidar com a gestão de tempo para alcançar suas metas.E por isso trabalhar todos os outros passos ajuda na construção e na preservação da sua meta: buscando sempre entusiasmo, escrevendo e se possível, deixando em lugar visível sua meta, tendo comprometimento, foco e determinação.É preciso entender e internalizar que assim como a meta de curto prazo passa por processo, as de longo prazo também.Querer adiantar esse processo pode trazer muita dor de cabeça e não ajudar em nada, pelo contrário, te distanciar do seu objetivo final, com uma enorme chance de dar errado.Ficar impaciente diante de uma meta de longo prazo pode gerar uma série de problemas que dificultam nesse processo: ansiedade e insegurança.Esteja sempre alertaÉ normal que ao longo do caminho, principalmente no que diz respeito às metas de longo prazo, surgirem problemas.O que fazer então? Nem pensar em abandoná-la ou desistir, pois você já aprendeu que foco e determinação é tão importante para alcançar suas metas quanto o sentimento da realização.Por isso, quando perceber que algo está impedido e atrapalhando você, dê atenção, não faça de conta que problemas não surgiram pelo fato de você ter seguido todos os outros passos.Talvez seja necessário mudar de estratégia ou até mesmo o processo, mas fazer isso tendo consciência é muito mais eficaz do que agir no piloto automático.É preciso ficar atento e alerta se seus comportamentos, atitudes e ações estão em comunhão com os suas metas.Observe se no meio do caminho não aparecem crenças limitantes, modelos mentais que estejam lhe sabotando e impedindo que você continue caminhando em direção aos seus sonhos, objetivos e metas.Mas como permanecer focado para alcançar suas metas?Alcançar metas é algo profundamente prazeroso, é um sentimento inexplicável e que todos nós, sem exceção, gostamos de sentir.Mas como permanecer focado em suas metas, sejam elas de curto, médio e principalmente longo prazo, diante de uma vida atribulada na qual todos nós vivemos?Mesmo que você tenha muita determinação, é necessário desenvolver outras habilidades para lidar melhor com questões que nenhum de nós está livre de ser acometido e, que nos impedem de caminhar em direção às nossas metas: ansiedade, insegurança, falta de tempo, insatisfação profissional, baixa autoestima, procrastinação..Por isso, se você quer se aprofundar mais nesse tema, e desenvolver todas as habilidades que são necessárias para alcançar suas metas, conheça o meu treinamento  APP - Alta Performance Pessoal, que já impactou a vida de milhares de pessoas.O APP vai te possibilitar fazer as mudanças estratégicas que você precisa. Transformações que podem ser a chave para o seu sucesso, entendendo que todas as áreas da sua vida precisam estar em equilíbrio para que você atinja a alta performance.Se você quer ser impactado também, venha conhecer meu treinamento!#Atitude que te Move!Um abraço,Paulo Alvarenga (P.A.)
  0 Hits
  2 Comments
0 Hits
2 Comments

5 passos para criar um planejamento financeiro familiar

Já experimentou pegar um carro sem volante e dirigir por uma estrada desconhecida? Viver a vida sem um planejamento financeiro familiar é muito perigoso e pode trazer a mesma sensação.Não ter controle sobre a vida financeira é arriscado e traz muita insegurança para o relacionamento familiar.Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 60,1% das famílias brasileiras possui alguma dívida.É preocupante o número de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas e que irão continuar inadimplentes por muito mais tempo.Essa situação traz muitos conflitos para os relacionamentos, e é uma das 10 principais causas de problemas entre os casais.Quer aprender 5 passos para criar um planejamento financeiro familiar e tirar os objetivos da sua família do papel?Descubra com esse artigo os benefícios de se viver uma vida financeira equilibrada ao lado de quem você ama, para ter qualidade de vida e atingir a Alta Performance.Por que ter um planejamento financeiro é tão importante?Uma das primeiras atitudes para começar a traçar seu planejamento financeiro familiar, antes mesmo de dar o primeiro passo, é entender a importância dele em sua vida. É preciso ter consciência de que não fazemos nada quando não entendemos o valor e a relevância do que queremos realizar.Para entender um pouco sobre a importância do planejamento financeiro familiar na sua vida, faça perguntas e reflexões como essas: Eu tenho dinheiro suficiente para aproveitar a vida e realizar meus sonhos? Consigo fazer aquela viagem com minha esposa que desejo à anos? Posso trocar de carro e comprar aquele 0 km? Tenho dinheiro para financiar um estudo ou comprar uma casa? E se algum imprevisto financeiro acontecer, vou conseguir manter as contas em dia? Tenho uma reserva financeira?Se todos esses questionamentos te trouxeram preocupação e, principalmente, consciência da importância de se ter um planejamento, então você já pode dar o primeiro passo para começar a construir com sua família um planejamento financeiro familiar.Primeiro passo: some todas as rendasDepois de tomar consciência, é preciso entender, mesmo que pareça óbvio, que um planejamento financeiro familiar envolve toda a família. Por isso, aquelas discussões para achar culpados não leva à nada.Não adianta por exemplo a esposa ser econômica e o marido ser impulsivo e gastar como se não houvesse amanhã, e vice-versa.É preciso reconhecer que o planejamento é coletivo e que achar soluções também requer  a colaboração de todos. Quando o casal começa a trabalhar de forma conjunta, os ganhos serão também maiores.A partir daí, o primeiro passo é somar toda a renda da família, pois só assim é possível saber o que de fato o casal pode gastar, os objetivos que deseja traçar e o que não cabe no orçamento.Ter transparência e honestidade nessa hora é muito importante, há histórias de casais em que um ou outro omitia aquilo que ganhava para não investir toda a renda, e no fim, isso gerava ainda mais conflito e desalinhamento entre o casal.Segundo passo: liste todos os gastosO segundo passo é: listar todos os gastos e contas, e isso inclui despesas fixas como aluguel, supermercado, transporte, contas de consumo, seguro saúde, academia...Não deixe os gastos menores de fora, as despesas variáveis como vestuário, passeios de fim de semana, lazer, somado às outras despesas também pesam e fazem diferença.E ao contrário do que muitos casais e famílias pensam, essas despesas também são muito significativas e é importante ficar de olho para que elas não roubem o seu orçamento.Criar esse hábito ajuda o casal a gerar consciência sobre onde tem investido e aplicado a renda da família, pois sem sombra de dúvida, saber onde está sendo investido a renda do casal é o caminho para um planejamento financeiro eficaz.Vocês podem começar de maneira simples, utilizando cadernos de anotações, fazendo listas, mas também existem hoje uma infinidade de aplicativos que podem ajudá-los a organizar todos os gastos.O mais importante é que as despesas sejam listadas todo mês, e estejam em lugar de fácil acesso ao dois, para que o casal saiba exatamente onde o dinheiro da família está sendo utilizado.Terceiro passo: defina os objetivos da famíliaÉ muito importante que o casal tenha em mente os objetivos que quer alcançar, mas é preciso ter clareza e saber diferenciar se os objetivos são de curto, médio ou longo prazo.Um bom planejamento contempla todos os momentos da vida, e se o casal não tiver bem delimitado os objetivos que quer atingir, seja em 6 meses, um, três anos ou mais, eles não conseguirão colocar em prática o planejamento e tirar os objetivos do papel.Sejam as férias do casal, a reforma da casa, a troca do carro ou uma economia para pagar os estudos, os objetivos precisam ser bem especificados dentro das categorias de curto, médio ou longo prazo.É muito fácil cair em tentação e não cumprir o planejamento se os objetivos não forem bem categorizados. Traçar apenas objetivos à longo prazo também não é uma boa estratégia, pois dessa maneira é mais difícil manter a disciplina e cair em tentação.Da mesma forma, traçar apenas objetivos de curto prazo não é o ideal, construir um futuro tranquilo requer um planejamento de longo prazo, e o casal precisa estar alinhado aos seus objetivos.Planejar com antecedência as despesas sazonais como IPTU e IPVA também é muito importante, e esses gastos estão dentro dos objetivos do planejamento financeiro familiar.Quarto passo: aprenda a economizarTodos nós já ouvimos histórias sobre o quanto é difícil economizar e guardar dinheiro, mas a equação é simples: só quem aprende a poupar é que consegue guardar.E não existe maneira mais fácil de manter a saúde do planejamento financeiro familiar do que economizando e aprendendo a poupar. Mas como conseguir isso P.A.?Quase sempre as pessoas lidam com o dinheiro de duas formas: a mais comum, são aquelas que recebem seus salários, pagam todas as contas e se sobrar, poupam algum. Mas será que sobra?E aquelas que separam uma quantia para fazer uma reserva. Em qual desses grupos você e sua família estão?Saiba que essas formas de pensar e agir fazem toda a diferença para o seu sucesso financeiro, e por isso o planejamento é tão importante, porque ele te ajuda a entender que poupar é completamente relevante para atingir os seus objetivos.Não crie um modelo mental de que só quem ganha muito é que pode poupar. Todos nós podemos! Vire esse jogo com determinação criando um modelo mental positivo.Para aprender a poupar e economizar o casal pode começar cortando os gastos supérfluos, e não existe um manual para isso, cada família vai encontrar dentro do seu planejamento aquilo que pode ser cortado em prol de objetivos maiores.Resista às tentações momentâneas e tenha autocontrole. Aprenda a poupar e guardar, pois isso é um hábito, então tenha disciplina. Foque nos objetivos, isso ajuda e aumenta as chance dos esforços do casal serem bem-sucedidos.E por fim, não fique protelando para começar a economizar, esse é o perfil das pessoas que não conseguem colocar em prática o planejamento financeiro da família.É preciso paciência e determinação, dessa forma o casal irá caminhar de maneira mais leve até seus objetivos, evitando conflitos e desarmonia.Quinto passo: faça investimentosDepois que o casal começar a praticar o quarto passo e tomar consciência de que economizar e guardar dinheiro é um hábito, eles estarão prontos para investir a renda da família.Existe uma infinidade de meios para guardar o dinheiro, desde poupanças simples à aplicações como Tesouro Direto, CDB, LCI, além de outros fundos de investimentos.Cabe ao casal definir dentro de suas metas de curto, médio e longo prazo, onde quer aplicar suas economias para melhor realizar seus objetivos.O casal deve sempre escolher e priorizar oportunidades de investimentos que mais se adequem à realidade da família.E é preciso que juntos, tenham consciência de que algumas aplicações não poderão ser resgatadas rapidamente caso haja imprevistos, e que todo investimento deve ser feito com a ajuda de algum profissional.Aprender a economizar e a investir as economias da família é ter a certeza de que é o casal quem gerencia suas próprias vidas e não o contrário.E aí, pronto para iniciar o planejamento financeiro da sua família?Todos esses passos são ideias simples que podem ser adotadas por qualquer casal. É preciso que os dois estejam alinhados na construção de um planejamento financeiro familiar.O alinhamento de objetivos desde ajuda os dois como casal a construir uma relação mais positiva.O dinheiro sempre foi uma situação de desgaste dentro de muitas famílias, mas a sua não precisa viver esse cenário de conflito, desde que entenda a importância de se ter um planejamento financeiro que os una enquanto casal ao invés de causar separação.Conquistar os objetivos e a tão sonhada independência financeira, requer que o casal esteja alinhado e, principalmente, que o momento da vida dos dois esteja nivelado com o planejamento financeiro que eles construíram juntos.Se você e sua família quiserem saber mais sobre como alcançar o equilíbrio financeiro a partir de um planejamento, precisam também saber como andam as outras áreas da vida.Por isso eu trago para você, a Roda da Vida, uma ferramenta muito poderosa que vai te ajudar a descobrir quais são as áreas da sua vida que precisam de atenção e que talvez  estejam impedindo que vocês alcancem um equilíbrio financeiro.Até a próxima!Um abraço, Paulo Alvarenga (P.A.)#Atitude que te move!
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

O que são modelos mentais?

“Se eu for franco as pessoas não vão gostar de mim. Isso não vai dar certo, sempre foi assim. Em time que está ganhando não se mexe. Criatividade é coisa de artista. Eu nasci assim, não vou mudar. Sou pobre, mas sou feliz...”Se você tem pensamentos como esses, saiba que isso são modelos mentais e que eles são determinantes para o seu sucesso ou fracasso.Os modelos mentais são aqueles pensamentos arraigados em nós e através deles tentamos explicar a nós mesmos e o mundo à nossa volta. Eles influenciam negativa ou positivamente a nossa forma de ver e agir.Ficou curioso e quer saber como esses e outros pensamentos podem impactar sua vida?Leia o artigo até o fim para descobrir como a Inteligência Emocional pode lhe ajudar a construir modelos mentais positivos para alcançar a Alta Performance e viver uma vida mais feliz. Conhecendo melhor o conceito Todas as pessoas têm os seus próprios modelos mentais, que é resultado de todas as suas experiências, situações experimentadas e histórias de vida.E é a partir desses modelos mentais que nós construímos e fazemos nossas interpretações e julgamentos a respeito do mundo ao nosso redor.De acordo com Daniel Goleman, best-seller internacional e “pai” da Inteligência Emocional, todo comportamento humano é condicionado por modelos mentais.Ainda segundo o próprio Goleman, a fonte da cada modelo mental é a maneira pela qual cada um de nós organiza e dá sentido às próprias experiências.E quais são as fontes dos modelos mentais? Os modelos mentais de cada um se originam de 4 fontes: sistema nervoso, linguagem, experiência pessoal e cultura. E essas fontes podem ser entendidas como filtros pelos quais nossos modelos mentais passam. Sistema NervosoCada um de nós possui algumas limitações, seja de ordem cognitiva ou fisiológica, e elas nos impedem de perceber acontecimentos ao nosso redor, gerando impactos em nossa vida e nos limitando em algumas ações.Poe exemplo, uma pessoa com daltonismo não terá a mesma percepção de uma imagem que uma pessoa com visão normal. LinguagemÉ por meio da linguagem que nós nos comunicamos, e quando transmitimos uma informação contamos as nossas percepções, e elas têm relação direta com a interpretação que cada um de nós faz sobre os acontecimentos.Um exemplo simples: pipa ou papagaio? Aipim, macaxeira ou mandioca? No brasil com dimensões tão continentais fica bem evidente que nossa percepção e interpretação sobre determinado objeto ou situação podem ser bem diferentes, mesmo tendo significados iguais. Experiência pessoalTodo indivíduo possui passado, experiências e histórias. É oriundo de uma nacionalidade, pertencente a uma raça e  está inserido em uma família, sociedade, e tudo isso têm forte influência sobre os modelos mentais que cada um constrói.Por isso algumas atitudes que talvez para você pareçam óbvias ou incontestáveis, para outras pessoas não façam sentido algum, justamente porque essas pessoas têm valores diferentes dos seus e pertencem a contextos também diferentes. CulturaEsse "filtro" é muito parecido com nossas experiências pessoais, a diferença é que esses padrões de pensamentos ou modelos mentais não são individuais e sim coletivos.Nossas experiências são compartilhadas dentro da família, escola, ambiente de trabalho, e elas estão inseridas dentro de uma cultura, que por sua vez, pertence a uma sociedade.É evidente que todos os padrões de pensamentos que você criou até hoje e a forma como você vê o mundo tem relação direta com a cultura à qual você esteve inserido ao longo da vida.Nosso grande desafio é abrir nossas mentes para enxergar o mundo com outro olhar, por outro ângulo, sob um prisma diferente, a fim de evitarmos conflitos e buscarmos a Alta Performance em nossas vidas. Alguns modelos mentais atrapalham o seu crescimento  Nossos modelos mentais são responsáveis por nos impulsionar ou nos limitar em direção à Alta Performance.Existem muitos argumentos que utilizamos para justificar a nós mesmos e também as atitudes dos outros que podem estar bloqueando nossa evolução e nos gerando conflitos:“Nem vou tentar porque não vai dar certo. Não tenho capacidade para isso. Não consigo.”Se você busca desenvolvimento pessoal precisa estar atento ao modo como vê e reage ao mundo, se os seus padrões de pensamento não estão presos à convicções que não te geram resultados, pelo contrário, bloqueiam seu crescimento.Quantas pessoas você talvez não conhece que se privaram de algumas situações porque tiveram experiências ruins, e construíram modelos mentais que as impediram de produzir novas histórias?Conheci um executivo, e pude contar sua história em meu livro #Atitude que te Move e agora vou partilhar com vocês para que entendam como um modelo mental pode trazer forte impacto em nossas vidas.Que história é essa P.A.?Esse executivo acreditava que as pessoas que não se posicionavam não eram respeitadas, e sempre dizia que não dava abertura a ninguém: “Eu falo, vou direto ao ponto, dou carteirada, é assim que funciona”.Fui tentando entender sua história, e numa conversa, ele mesmo descobriu que aquilo era mais forte do que ele, algumas vezes até gritava com a esposa, acreditando que daquele jeito estava sendo respeitado por ela, e foi então que num insight eu perguntei a ele quem não o havia respeitado em sua vida, e num instante depois ele me contou que quando era criança, os pais se divorciaram, seu pai o abandonou e logo em seguida ganhou um padrasto.E foi exatamente nesse período que aconteceu um episódio que o marcou profundamente e que acabou criando um novo modelo mental em sua vida.Em um dia de pescaria com o padrasto, na meninice de uma criança, ele mexeu nos equipamentos de pesca sem a permissão e o padrasto numa atitude imprudente o pendurou de cabeça para baixo no rio.A partir daquele dia, ele se fechou para todas as relações e decidiu que daquele dia em diante ia se posicionar em relação a todas as coisas.Ele criou uma couraça, tinha raiva, e essa era a única forma com a qual ele sabia se proteger, acreditando que para ser respeitado precisava demonstrar posicionamento.Depois daquele desabafo, eu fui fundo em nossa conversa e perguntei se aqueles comportamentos não poderiam afetar todas as relações ao seu redor? Se agindo daquele jeito ele não estaria reproduzindo um modelo mental que não era dele?Durante muito tempo, ele prejudicou o relacionamento com o filho reproduzindo os comportamentos do padrasto, com a esposa quando a xingava acreditando que seria respeitado, e com a própria mãe.Ele reproduzia modelos mentais que o impediam de construir novas histórias.Se você ainda não percebeu, esse é o poder dos modelos mentais!Se questione sobre os seus: você sabe reconhecê-los? Eles podem ser moldados? Eles te limitam?Uma habilidade importante para conseguir enxergar o mundo com outro olhar e viver uma vida com alta performance é desenvolvendo modelos mentais positivos a partir da Inteligência Emocional.Construindo modelos mentais positivos a partir da Inteligência EmocionalOs modelos mentais estão presentes em todos os momentos da nossa vida, e até mesmo antes de nascermos, e por mais que você acredite que possa ignorá-los, lá eles estarão.Por isso é preciso tomar cuidado para que você não caia no piloto automático e comece a reproduzir inconscientemente padrões de pensamentos que não sejam positivos.É muito importante aprendermos a usá-los a nosso favor, a fim de impactar de maneira positiva todas as nossas ações e a nossa vida como um todo. Mas como assim P.A.? Através da Inteligência Emocional.E através da Inteligência Emocional você pode desenvolver habilidades e capacidades que irão te auxiliar a reconhecer, entender e lidar com seus modelos mentais, desenvolvendo a habilidade de administrar suas emoções e a dos outros.Esse processo é complexo e exige muita reflexão e autoconhecimento. Mas se você deseja ter desenvolvimento pessoal e ser um profissional de alto desempenho alcançando a Alta Performance em todas as áreas da sua vida, leia nosso E-book Seja um Profissional de Alta Performance e descubra muito mais! Não perca essa chance! Até a próxima!#Atitude que te moveUm abraço,Paulo Alvarenga (P.A.)
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Como gerenciar o estresse e ter uma vida plena

Você já xingou alguém no trânsito e depois se arrependeu? Já brigou com seu filho de maneira desproporcional e não soube explicar o motivo? Se desentendeu com um colaborador no trabalho e depois ficou se perguntando porquê?Se você quer aprender a identificar quando esses momentos estão prestes a acontecer, e ter controle das suas emoções e atitudes a fim de evitá-los, esse post é o primeiro passo que você pode dar para aprender a gerenciar o estresse e viver uma vida plena.O estresse é um dos grandes problemas do mundo atual, todos nós parecemos saber disso, mas nossas atitudes não refletem esse entendimento, justamente porque essa maneira descontrolada com que agimos evidencia o contrário.Segundo a  Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse já atinge 90% da população mundial. Só no Brasil, 70% já sofrem com esse mal.O Brasil é o país mais ansioso do mundo e consome 56,6 milhões de caixas de calmantes e soníferos (OMS). E apesar de números tão altos, não é tão fácil perceber como os sintomas surgem. Quer aprender a gerenciar seu estresse? No post dessa semana te mostrarei como a Inteligência Emocional pode te ajudar, e como aprender a gerenciar suas emoções traz benefícios incalculáveis para todas as áreas da sua vida. Não banalize o estresseDa mesma maneira como o estresse atinge um alto número de pessoas, é também proporcional o número de indivíduos que trata o stress como algo banal.Você já deve ter ouvido algumas pessoas falarem que para evitar o stress, é só não ficar nervoso ou ansioso, certo?Mas não é bem assim, o mundo evoluiu e trouxe muitos benefícios, mas em contrapartida, também são muitas as situações que geram estresse.Não é tão fácil manter a calma no dia a dia, o mundo é hostil e somos testados o tempo todo: cobrança excessiva no trabalho, desemprego, falta de tempo para o lazer e a família, necessidade de aprovação social, filhos, bancos, dívidas, e a lista vai além...Reconhecer o estresse não é tão fácil, e em muitos momentos, as pessoas só o reconhecem quando atingem um nível muito alto, quando chegam a desenvolver uma depressão por exemplo.Por mais que existam pessoas com uma alta capacidade de adaptação, não é uma tarefa fácil gerenciar o estresse ou identificar os gatilhos que o provocam.E dessa forma, seja a médio ou a longo prazo, as consequências geradas pelo estresse podem ser grandiosas, afetando as nossas relações e principalmente a nossa saúde.Por isso é tão importante não banalizar o estresse e tratá-lo com seriedade. É preciso ficar atento aos sinais, o nosso corpo é o primeiro a reagir: coração acelerado, corpo suando, taquicardia, pálpebras tremendo, dor de estômago, problemas de sono, irritação...Não encare o estresse apenas como a “doença da moda”, não o mascare, dê atenção ao que seu corpo está lhe dizendo e aprenda a identificar os gatilhos que provocam em você essas sensações. Todo estresse tem um gatilhoÉ importante saber que o estresse é uma reação natural do nosso organismo, mas, o que pode nos levar a ponto de explodir? Como identificar os gatilhos que nos despertam o estresse? Cada um reage a uma determinada situação de maneira diferente, e como sabemos, são muitas as situações estressantes no dia a dia.Vou te dar um exemplo simples que afeta a vida de muitos de nós, e que com certeza vai te ajudar a ilustrar melhor essa situação: perder tempo no trânsito.Quantas vezes você se viu preso num engarrafamento, dentro do seu carro, ou no transporte coletivo, e se pegou irritado, nervoso e impaciente?Situações como essa, ativam nosso cérebro e liberam hormônios como adrenalina e cortisol. Esses hormônios causam em nós diversas sensações, nesse exemplo, gera um estado de alerta, causando irritabilidade, desequilíbrio e nervosismo.Agora imagine chegar em casa depois de ter vivenciando essa situação e encontrar o quarto do filho bagunçado? Certamente em outra circunstância, essa bagunça seria uma situação normal, mas o contexto de bagunça vira uma situação de estresse num piscar de olhos.E por que P.A.? Porque o tempo perdido no trânsito se transformou rapidamente num gatilho que “detonou” a situação de estresse seguinte. Provavelmente sem a descarga de adrenalina gerada pelo trânsito não houvesse estresse por conta do quarto bagunçado.O trânsito nesse evento claramente foi o gatilho para o estresse. E existem muitos outros gatilhos que nos cercam o dia todo, prontos para virarem estopim. Cabe a nós aprender a identificá-los.Aprender a olhar para o estresse de maneira positiva faz com que nós interpretemos a realidade de maneira também positiva.A forma mais eficiente de encontrar esse olhar positivo diante do estresse, aprendendo a identificar os gatilhos e os momentos que eles surgem, é desenvolvendo a Inteligência Emocional! Inteligência Emocional para gerenciar o estresse A melhor maneira de evitar o estresse é conhecendo mais a si mesmo, não existe outra opção. Aprender sobre seus limites e "ouvir" o que seu corpo diz também contribui. Essa premissa é simples, mas por que ninguém pratica?Eu acredito que o que falta é Inteligência Emocional (I.E).As nossas alterações emocionais são responsáveis por muitas das nossas situações de estresse, ou seja, não saber lidar com situações difíceis, causa mais estresse.O despreparo diante dessas situações só o potencializa, mas eu queria trazer para você uma visão diferente sobre o estresse, uma visão positiva. Como assim P.A.? Não existe nada de positivo em se sentir estressado..Eu te digo: a maioria das pessoas vê o estresse como algo negativo, e se estressam tentando evitar o estresse. Mas se nós fossemos ao seu encontro de maneira consciente, utilizando I.E, o estresse nos desenvolveria ao invés de nos prejudicar. Acredite, eu vou te contar como!Imagine 2 pessoas: uma, enfrenta de maneira negativa um evento estressante, e a outra, tem uma resposta otimista. Qual a diferença entre essas duas pessoas?A resposta é clara, uma tem mais capacidade que a outra de lidar de maneira diferente com o estresse, e poderíamos chamar essa capacidade de Inteligência Emocional. E o que isso pode gerar em nós?Aquela que reage de maneira negativa ao estresse tem mais possibilidades de ficar doente, de ter um desgaste físico, de se sentir em um estado de derrota, e outras infinitas situações, mas, o estresse não acontece na vida de todo mundo? O que fazer?Mude o seu olhar! Pois aquele que vê o estresse como uma oportunidade para o sucesso aumenta a chance de ter alta performance na vida.Um estudo do professor de Harvard e best-seller Daniel Goleman, com quem tive o privilégio de me certificar, apontam que quanto mais ativação cerebral você tem, mais atento você fica e mais performance tem.Ou seja, quanto mais estresse, mais ativação cerebral e, portanto mais performance. Consequentemente, quando sua vida não tem estresse nenhum, você fica mais distante do alto desempenho também.Mas é importante deixar claro, que existe um lugar de limite para esse estresse, e ultrapassando-o, você terá experiências ruins de baixa performance. Como descobrir esse limite?Vou lhe contar uma história fazendo uma analogia com o seu corpo, que vai fazer você entender rapidamente qual é o lugar desse limite.Existe um conceito do stress que se chama oscilação, ele nos mostra que quando você faz um trabalho de força muito grande, isso automaticamente rompe suas fibras musculares, mas ao dormir e descansar, essas fibras se recompõem e ficam mais fortes.E o que isso quer dizer? Que o estresse é o estímulo para o desenvolvimento, mas o que realmente nos desenvolve é a recuperação.Leve esse conceito de estresse – estímulo – recuperação para o seu desenvolvimento, por exemplo, quando estiver em uma situação que te consome muita atenção, que te exige muito mentalmente, e que poderia te causar estresse, pare a cada 40 minutos e exercite seu corpo.Isso restabelece o nível de energia em seu organismo. Tem pessoas que ficam mais de 8 horas sentadas trabalhando sem oscilar energia e movimentar o corpo.Fazer paradas estratégicas ajuda a liberar hormônios importantes como a endorfina, serotonina, ocitocina, e elas provocam bem-estar, o oposto de estresse.Por isso eu afirmo com muita certeza, o estresse leva você ao sucesso! A Inteligência Emocional diante das situações te traz resultados fantásticos na vida.E agora, você está pronto?Use o que estresse tem de melhor para você, e com certeza terá resultados incríveis. Quando estiver diante de uma situação estressante, perceba: “O que eu posso tirar de melhor?”A nossa rotina e o mundo moderno podem acabar nos colocando em constantes situações vulneráveis, mas com certeza desenvolver a habilidade de I.E influencia positivamente nesse processo.Quer saber mais sobre como gerenciar o estresse e como a Inteligência Emocional pode lhe ajudar a gerenciar todas as áreas da sua vida?Venha participar do meu Treinamento APP – Alta Performance Pessoal, e descubra como ele pode transformar a sua vida. Ele já contribuiu para a transformação da vida de milhares de pessoas, essa é a sua vez!A Inteligência Emocional é a competência do futuro, e o futuro começa agora. Aprenda a gerenciar o estresse e tenha uma vida plena. Até a próxima!#Atitude que te moveUm abraço,Paulo Alvarenga (P.A.)   
  0 Hits
  1 Comment
0 Hits
1 Comment

Você sabe o que são crenças limitantes?

Dinheiro é sujo! Nada dá certo para mim! Os homens não prestam! Nunca vou conseguir realizar meus sonhos! Eu não tenho tempo! Os outros têm mais sorte do que eu! Só vou ser feliz quando ganhar muito dinheiro! A vida é muito complicada! Só rico prospera...Se você já ouviu frases como essas, ou, as repete com frequência em sua vida, saiba que todas elas impedem você de alcançar o sucesso que tanto deseja!Já que as nossas crenças limitantes são responsáveis pela maneira como pensamos, sentimos e agimos, e nossos comportamentos são todos pautados em relação àquilo que acreditamos.As interpretações e pensamentos que você tem do mundo e da sua vida são determinantes e influenciam tudo ao seu redor, e  principalmente, impedem você de alcançar a Alta Performance.Mas se você quer atingir seus objetivos e realizar todos os seus sonhos, precisa aprender a ressignificar suas crenças, pois elas condicionam seus comportamentos e fazem com você aja sempre do mesmo jeito, o que inevitavelmente te faz viver num círculo vicioso.Se você quer mudar, mas não sabe como essas crenças surgiram ou como se instalaram em sua vida, esse artigo é para você!Para alcançar a Alta Performance e o sucesso, precisamos parar de alimentar os mesmos padrões e contar novas histórias para nós mesmos.Como as nossas crenças surgem?A crença, de maneira muito simples, é tudo aquilo que acreditamos e assumimos como verdade em nossas vidas.Ela nasce através das histórias que contamos para nós mesmos, e pode vir de um sentimento originado de uma situação do passado, como na infância por exemplo, e ser ativada por meio do ambiente, que de alguma maneira nos faz reviver essa mesma situação.Depois de muitos anos de Treinamentos, ouvi diversas histórias, e gostaria de partilhar com vocês, para que entendam de forma simples como uma crença se instala em nossa vida, e sem nem perceber, a reproduzimos através dos nossos comportamentos.Certa vez uma executiva bem-sucedida me procurou e compartilhou que tinha uma dor física muito constante, que já tinha ido a muitos médicos, mas que nada havia mudado.Conforme ela ia me contando sua história de vida, percebi o quanto era rígida com si mesma. Seu avô havia ido à falência e perdido todo o dinheiro da família, e logo cedo ela teve que ser autossuficiente.A partir desse episódio, ela criou uma armadura de aço e vivia dizendo para si mesma: “Na minha vida não tenho mais ninguém, sou só eu, não posso fraquejar, não posso ficar doente, não posso sentir dor, tenho que me resolver.”Ela passou a afastar todos os homens da sua vida, se dizendo poderosa, forte, autossuficiente e que não se permitia ser ajudada por eles.Era uma situação inconsciente, porque ela havia vivido um contexto de escassez relacionado à figura masculina, mas o que ela queria na verdade, era carinho, proteção  e ser cuidada.Você consegue perceber como uma crença se instala?Isso gerou consequências enormes na vida dessa executiva. A crença de que ela precisava ser forte o tempo todo fazia com que ela afastasse todas as figuras masculinas da sua vida, a impedindo de receber carinho, proteção e cuidado.Nossos principais medos, muitas das vezes se traduzem em emoções que evitamos sentir, e essas necessidades não atendidas, de alguma maneira, viram medos e frustrações até se transformarem em crenças limitantes e se estruturarem como nossos modelos mentais.E o pior que ainda acontece, é que essas crenças limitantes são externalizadas em nossos comportamentos, e com o passar do tempo ficam tão arraigadas que acreditamos que aquele jeito de ser é mais forte que a gente.O medo até pode ser uma coisa boa, porque ele traz insights, mas o medo excessivo nunca é benéfico, porque ele nos limita e nos impede de seguir em frente.Que "historinha" você conta para si mesmo?A história de vida dessa executiva é só um exemplo, mas existem muitos tipos de crenças limitantes: você coloca, por exemplo, toda a felicidade da sua vida numa conta bancária que sonha ter? Como assim P.A.?Se você é aquela pessoa que diz por aí que só será feliz o dia que tiver um emprego que lhe pague uma quantia muito alta, essa pode sim, ser uma crença que esteja impedindo você de alcançar e viver sua felicidade.Veja bem, não estou dizendo que dinheiro não traz felicidade, isso gera polêmica e todos nós sabemos. O que estou dizendo é que o dinheiro não é o fim para a felicidade.Não é somente pelo dinheiro que seremos realmente felizes, e da mesma forma, ele não deve ser considerado como um mal. O dinheiro é necessário, mas devemos saber usá-lo com sabedoria para possibilitar situações que tragam felicidade e que nos proporcionem momentos eternos.Existem muitas crenças a respeito do dinheiro: quem por exemplo, nunca ouviu um adulto dizer quando era criança, que dinheiro era sujo?Isso não é algo em que acreditamos, pois quando criança não temos esse discernimento, mas acontece que crescemos acreditando nisso, e quando nos tornamos adultos, construímos uma relação negativa com o dinheiro.Existem outras tantas crenças que vão sendo reproduzidas por nós sem nem percebermos, e que “colam” em nós como uma segunda pele.O que tem te impedido de emagrecer? O que tem te impedido de cultivar melhores pensamentos? De ter emoções melhores? O que te impede de acordar cedo ou colocar energia naquilo que vai te trazer mais benefícios?“Eu não gosto de academia, não me sinto bem em ambientes fechados, já tentei de tudo.. Eu preciso de um pouco de tranquilidade quando chego em casa, já trabalhei muito..”O grande problema das crenças é que elas limitam nosso verdadeiro potencial, e todos temos muita competência para buscar o sucesso e viver com performance, mas o que acontece é que muitas vezes acreditamos em verdades que não são nossas.E você P.A., já cultivou alguma crença?Vou compartilhar com vocês uma história da minha vida, que partilhei com os leitores do meu livro #Atitude que te move, e que vai te ajudar a entender ainda mais como uma crença pode ser prejudicial.Em 2005 decidi que escreveria um livro, mas sempre que começava dizia a mim mesmo: “Não, não vou escrever agora porque as pessoas merecem um livro melhor, tenho que me preparar mais, acho que tem muito livro por aí feito de qualquer jeito e eu não quero”.Pronto, me convencia. E em outros momentos também dizia: “Ah não, estou num momento da vida em que sinceramente priorizo ficar com a minha filha, me divertir, mereço fazer outras coisas, afinal, trabalho tanto, faço tanto, já realizei tanto..”E mais uma vez o que acontecia? Eu procrastinava!Contamos histórias muito poderosas para nós mesmos e vamos empurrando com a barriga a possibilidade de novas atitudes e novas histórias que poderíamos contar para que nossa realidade fosse diferente.Mas eu te pergunto: Essas crenças escondidas por trás dessas historinhas vão trazer resultados diferentes em sua vida?Saiba que a historinha que você conta para ajudar a se convencer a ter tal resultado não vai te auxiliar em nada. Eu mudei meus pensamentos e minhas atitudes. É incrível como minha vida mudou e eu comecei a realizar muitas coisas, inclusive escrever meu livro.As pessoas me perguntam: “P.A. como você arruma tempo para fazer tanta coisa?” É simples: “Eu estou mais eficiente e mais focado, parei de contar as mesmas historinhas que me mantinham estagnado”.As crenças podem ser ressignificadas?É importante você saber o que molda a sua vida, se as coisas que você acredita, são de fato suas. Se não foram herdadas de seus pais, do ambiente ou de experiências ruins que você mesmo foi acumulando ao longo da vida.Por isso, em algum momento você precisa se questionar:Quais crenças eu tenho a respeito da vida?Que crenças eu cultivo sobre as pessoas?E a respeito do dinheiro, que crença eu tenho cultivado?Quais são as crenças que eu tenho a respeito do trabalho?E sobre o amor? Quem de fato você acredita ser?Eu acredito que todas as pessoas têm infinitas possibilidades de se desenvolver e que nosso conjunto de valores mudam nossa identidade. Essa é a crença consciente que decidi acreditar. E que todos têm o mesmo potencial para isso.É possível ressignificar nossas crenças e transformá-las em crenças potencializadoras.Esqueça todas as historinhas que você sempre contou a si mesmo e passe a contar novas histórias para sua vida: “Eu mereço sucesso! As coisas dão errado para todas as pessoas, não só para mim! Eu sou bom o suficiente! Tem muitos homens bons! Eu vou conseguir realizar os meus sonhos! Todas as pessoas podem prosperar!"Para eliminar as crenças limitantes e transformá-las em potencializadoras é preciso ressignificar suas histórias e experiências negativas, que criaram os bloqueios e limitações que impedem você de viver com alta performance.E isso se dá aos poucos, é um exercício mental que precisa ser praticado sempre. Toda vez que perceber que está agindo conforme os padrões e modelos mentais de crenças que não suas, pare e pense se o seu comportamento vai contribuir para que tenha sucesso em sua vida.Nunca se esqueça que quando uma área da nossa vida não está bem, temos tendência a apresentar comportamentos inadequados, e prejudicar todas as outras. Se queremos evoluir, precisamos ter equilíbrio em todas as áreas da nossa vida.As crenças limitantes fazem com que nós vivamos abaixo do nosso verdadeiro potencial. Mas se você quiser começar agora mesmo a transformar a crença de que não tempo para nada, essa é a sua chance: conheça a Roda da Vida, uma ferramenta muito poderosa que vai te ajudar a descobrir quais áreas você precisa dedicar mais atenção.Ela pode ser determinante para você  começar a transformar suas crenças limitantes em crenças potencializadoras!#Atitude que te move!Um abraço, Paulo Alvarenga (P.A.)   
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

O que você não sabe sobre ter um propósito

O que te faz levantar da cama todos os dias?

Talvez você me responda sem nem pensar: “Meu emprego, meu chefe, preciso levar meu filho ao colégio, algumas reuniões, minha esposa, minha agenda e rotina cheias”.

Mas para onde tudo isso te leva? Às vezes, fazemos as coisas no piloto automático e nos esquecemos do que é realmente mais importante para nós.

Ouvi certa vez uma história à respeito do presidente americano John F. Kennedy, sobre quando ele visitou a NASA, e, isso me conectou diretamente com o poder de ter um propósito na vida. E agora vou partilhar com você:

Passeando pelos corredores, o presidente encontrou um zelador com uma vassoura na mão, e instintivamente perguntou o que ele estava fazendo. O zelador então respondeu: “Sr. Presidente, estou ajudando a colocar um homem na lua”.

Continue reading
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Você pratica o Autocuidado?

Se te questionassem agora sobre o quanto olha para si mesmo e pratica o autocuidado, numa escala de 0 a 10, em que nível você estaria?É preciso ficar atento! Estamos mais do que nunca vivendo numa época em que tudo acontece de maneira muito rápida. Talvez você já tenha até percebido, mas o que você tem feito em relação a isso?Se você tem uma rotina cheia de atividades, trabalha o dia todo e ainda tem outras inúmeras coisas para resolver, talvez você esteja deixando de se preocupar com o mais importante: você mesmo.O autocuidado “conversa” conosco o tempo todo. São situações, circunstâncias, mídias e campanhas nos alertando sobre a importância de se autocuidar, de olhar para si mesmo, e é necessário prestar atenção ao que nos rodeia! O que você sabe sobre Outubro Rosa e Novembro Azul?O mês de outubro chegou e com ele a Campanha do Outubro Rosa, trazendo um alerta muito importante sobre a prevenção do Câncer de mama, mas também nos chamando a atenção para outras reflexões, como o autocuidado!O Movimento surgiu nos EUA durante a década de 90 e se fortalece a cada ano com o objetivo de conscientizar mais pessoas sobre a importância de cuidar de si mesmo.Um dos principais objetivos do Outubro Rosa é justamente o diagnóstico precoce da doença, que é possível através do autocuidado.É muito importante você saber que o Câncer de mama é a maior taxa de mortalidade entre as mulheres, mas, os índices de cura giram em torno de 95% quando descoberto precocemente, por isso é tão importante praticar o autocuidado.Os homens não ficam fora dessa!Se o autocuidado é uma realidade muito mais feminina do que masculina, existem também campanhas para alertar o público masculino, pois olhar e cuidar de si mesmo é uma questão que vai além do gênero.O Novembro Azul é um movimento mundial e surgiu com um grupo de amigos australianos em 2003 com o objetivo de conscientizar os homens sobre o Câncer de próstata, segunda maior taxa de mortalidade entre eles.Existem muitos tabus que patrulham os comportamentos masculinos: homem não chora, homem não lava roupa, homem não se cuida... mas isso não diminui a virilidade masculina.Praticar o autocuidado não tem nenhuma relação específica com o universo feminino, é preciso se livrar desses preconceitos, e compreender que quem tem o hábito de olhar mais para si, aumenta a chance de viver mais e com qualidade.Vou dividir com vocês uma reflexão que partilhei com os leitores do meu livro #Atitude que te move, e que considero essencial para você que deseja aprender a olhar mais para si mesmo:“Se você não estiver bem, não poderá ajudar a si mesmo nem aos outros. Quando nos colocamos em primeiro lugar, cuidando de nós mesmos sempre antes de tentar ajudar o mundo, ficamos bem. E damos aquilo que temos de melhor para as pessoas ao nosso redor”.Reservar um tempo para cuidar de si mesmo é o que fará diferença nos resultados da sua saúde física, mental e emocional, principalmente se você deseja ter qualidade de vida.O Outubro Rosa e o Novembro Azul alerta homens e mulheres sobre a importância de praticar o Autocuidado. E esse é o caminho da Alta Performance!Já ouviu falar de Self-care?Se você ainda não ouviu, provavelmente ouvirá! Mas self-care não é apenas mais uma expressão da moda, self-care significa: autocuidado.Para você ter ideia, em uma divulgação feita pela Apple, o assunto self-care foi a tendência número um do ano de 2018, e é uma das mais procuradas atualmente. Hoje em dia há mais de 14 milhões de posts com a hashtag #selfcare no Instagram.É gigantesco o número de pessoas baixando aplicativos para ajudá-las a se autocuidar, pois cada vez mais elas estão em busca de assumir o controle de suas próprias vidas e se autorresponsabilizar. E isso é um bom sinal.A autorresponsabilidade é uma capacidade muito significativa quando falamos de autocuidado, pois com frequência temos a atitude de transferir a culpa ou a responsabilidade das nossas vidas para outra pessoa.Mas será que essa atitude é correta?Como então praticar o Autocuidado?Imagine sua rotina: família, relacionamentos, trabalho, problemas com os filhos, estudos... Poderíamos citar muitas coisas, não é? Sua rotina é cheia e você sempre acha que o dia poderia ter mais de 24 horas?Pode parecer bem simples falar de autocuidado, mas sempre deixamos as coisas de lado quando se trata de nós. É algo quase natural, estamos sempre priorizando os outros, as necessidades dos outros ao invés de nós mesmos.Aprendemos desde a infância a olhar para os outros, e foi nos ensinado que o oposto disso era uma atitude egoísta. Isso não está errado, mas com qual frequência você olha mais para os outros do que para si mesmo?Segundo a Global Business Unit Consumer Healthcare , em estudos realizados em vários países, o autocuidado é verbalizado como fundamental, mas na prática o discurso parece ser mais uma aspiração do que uma ação.No Brasil, 72% das pessoas relacionam o autocuidado à alimentação saudável e 53% gostariam de ter mais conhecimento para praticar o autocuidado em suas vidas.De maneira geral, segundo essa pesquisa, a definição de autocuidado está mais relacionada à prática regular de atividade física e a busca por equilíbrio físico e mental.É hora de refazer o caminho e olhar mais para si! Comece desenvolvendo pequenos hábitos!Que tal começar agora? Tenha sempre em mente que o autocuidado envolve rituais básicos, não é necessário começar com grandes movimentos.  Identifique o que faz você sentir a melhor versão de você mesmo. Durma bem,  é fundamental! A privação de sono afeta todo o nosso dia, inclusive nossa dieta. “Eu durmo de seis a oito horas por noite, meu sono é profundo e tranquilo.” Tenha uma alimentação saudável, criar uma rotina alimentar é importante. A alimentação interfere diretamente em nossa produtividade. “Eu me sinto energizado depois das refeições, nunca sonolento ou lento”. Pratique atividade física regularmente, isso te ajuda a ter bem-estar. Movimente seu corpo. “Eu utilizo o exercício como forma de aliviar o estresse.” Construa relações positivas, elas garantem maior longevidade, qualidade de vida e felicidade. “Eu tenho amigos próximos e os mantenho.” Aprenda a dizer não! Busque equilíbrio mental, seja no trabalho ou nas relações que estabelece. Ser uma pessoa multitarefa não contribui em sua busca por autocuidado. “Eu faço uma coisa de cada vez ao invés de assumir múltiplas tarefas”. Vá ao médico regularmente.Perceba que esses hábitos podem sim ser incorporados em sua vida e praticar o autocuidado é super importante para ter uma vida mais saudável.Se você quer ter Alta Performance e começar agora mesmo a praticar o Autocuidado, conheça a Roda da Vida, uma ferramenta que vai ajudar você mapear e descobrir onde tem gastado toda a sua energia, a fim de viver uma vida mais equilibrada.Não abra mão de si mesmo!Pratique o autocuidado! Esse é um gesto de amor-próprio!#Atitude que te moveUm abraço,Paulo Alvarenga (P.A.)
  0 Hits
  2 Comments
0 Hits
2 Comments

Como criar um planejamento pessoal?

Quanto tempo da sua vida você já dedicou criando um planejamento pessoal?Se você nunca parou para investir tempo nisso, é hora de rever a importância que tem dado aos objetivos que já traçou em sua vida.Talvez seus objetivos estejam estagnados porque você não olha para eles com a atenção que deveria. Mas não existe nenhuma maneira de alcançar o sucesso, qualquer que seja o seu objetivo, sem um planejamento pessoal.Uma pesquisa realizada pela Harvard Business School com 4 mil executivos, reforçou que aqueles que alcançaram o sucesso profissional utilizaram o planejamento pessoal como papel relevante durante o seu processo.Quantas pessoas você conhece já não fizeram aquelas listas de promessas na noite de réveillon? Saiba que 80% dessas promessas de Ano Novo falham até fevereiro, pois as pessoas estão apenas procurando novas experiências ao invés de focarem em seus reais objetivos.Um planejamento pessoal é bem mais que uma lista de desejos e promessas, e é de fato importante se você deseja alcançar sucesso e ter alta performance em sua vida.Quer descobrir como?Você concorda que as empresas que traçam seus planejamentos estratégicos têm mais sucesso? Por que então com os projetos pessoais seria diferente se você deseja ter sucesso?A maneira mais simples de começar a realizar seus objetivos com êxito é traçando um planejamento pessoal.Pense, não importa onde quer chegar e quais sejam os seus objetivos, se deseja perder peso, ser promovido no trabalho, ter a casa própria, abrir seu negócio, morar fora, ter o casamento dos seus sonhos ou ter filhos, todos têm um ponto em comum: planejamento.Não existe fórmula mágica, é preciso ter um planejamento para realizar suas metas, alcançar resultados e viver seus sonhos.Que tal começar agora?1. Tenha clareza sobre os objetivosEsse é sem dúvida o primeiro passo para criar um planejamento pessoal de crescimento: ter clareza sobre o que você pretende atingir.Essa reflexão direciona todo o resto do seu planejamento, pois como diz o ditado, “Quem não sabe pra onde vai, qualquer caminho serve.”Como digo em meu livro, “Ter uma visão de futuro é algo poderoso quando sabemos quem somos e do que somos capazes, e quando entendemos que só conseguiremos chegar onde queremos se soubermos exatamente qual é esse lugar.”Se você tiver compreensão sobre o que deseja, isso sem dúvida o ajudará a projetar de maneira possivel tudo o que quer.Faça uma análise da sua situação atual e entenda o que quer. Se questione, faça perguntas a si mesmo para tentar entender seus reais objetivos.Quais resultados eu desejo alcançar? Que resultado estou procurando? Esses objetivos e metas promoverão meu crescimento e desenvolvimento pessoal?Eu costumo dizer que quando você não traça bem os seus objetivos, a vida coloca um para você, os outros colocam objetivos na sua vida e você passa a viver a vida dos outros.É preciso que seus objetivos sejam consistentes, sólidos e bem claros, de maneira que eles não te gerem dúvidas e que você não desista diante da primeira dificuldade.2. Tenha um porquêO que significará para você alcançar suas metas ou objetivos? Tenha sempre em mente qual o significado dos seus objetivos, isso o ajuda a ter clareza.Nós só fazemos as coisas quando elas têm um verdadeiro significado para nós, quando é algo nobre, que venha da nossa alma, coração ou seja um propósito.É o que faz você levantar da cama todos os dias e dizer para si mesmo: “eu quero realizar isso, eu mereço essa conquista, eu nasci pra ter esse sucesso.”Se você sabe o que quer, alinhado com o porquê quer alcançar tal objetivo, você com certeza estará mais próximo de criar um planejamento pessoal de sucesso.3. Mapeie seus possíveis obstáculosDepois de ter clareza sobre os seus objetivos, e saber bem por que quer realizá-los, a próxima pergunta a se fazer é: o que tem te impedido de alcançar os seus objetivos ou metas?Saiba que possíveis obstáculos aparecerão no meio de sua jornada, mas que quando você tem bem definido tudo o que quer, esses empecilhos não te impedirão de chegar onde deseja.Se é importante ter uma visão de futuro para sabermos onde queremos chegar, também é importantíssimo prever e antever os obstáculos que aparecerão no caminho.Ter foco ajuda nesse processo para construir um planejamento pessoal de crescimento, já que é tão necessário ser resiliente diante das dificuldades que surgirão.Mas tenha sempre em mente o que cito em meu livro “Ter uma visão de futuro faz com que você não aceite menos do que você merece”, principalmente diante das dificuldades.4. Procure mentoresDepois de ter bem claro seus objetivos, ter em mente o quanto eles significam para você e mapear os possíveis obstáculos, é importante que você conte com algum tipo de “auxílio”.Segundo Tony Robbins, “ Se você deseja ter sucesso, encontre alguém que tenha alcançado os resultados desejados e copie o que eles fazem e você obterá os mesmos resultados.”Quem pode te ajudar a realizar seus objetivos? Ninguém faz nada sozinho, escolha pessoas chaves que possam ser seus mentores. Aquelas pessoas que são as melhores naquilo que você deseja alcançar.Essas pessoas poderão ajudar você com histórias que deram certo em suas vidas, os possíveis obstáculos que elas já que vivenciaram, estratégias que foram motivadoras e que geraram entusiasmo.E se você não puder ter um mentor, escolha alguém que você admira e que teve sucesso diante do objetivo que você almeja alcançar e “estude” suas escolhas.Isso sem dúvida ajudará você a encontrar inspiração para realizar seus objetivos, as pessoas mais bem-sucedidas do mundo fazem uso de recursos e ajudas externas para traçarem seus planejamentos e realizar suas metas.5. Defina prazosSeus objetivos, metas ou resultados podem ter diferentes ciclos, mas algo imensamente importante ao criar e traçar um planejamento pessoal é a definição de prazos.Quando você não estabelece em quanto tempo espera alcançar seus objetivos eles tendem a parecer ideias meramente abstratas e ficam apenas no campo da imaginação, bem distante da realização.Mesmo que saiba onde quer chegar e o que quer alcançar, é importante pôr no papel essa definição para torná-las verdadeiramente realizáveis.Isso ajuda você avaliar durante a execução de seus objetivos se eles estão avançando ou se você está estagnado. Nunca deixe de estabelecer prazos, isso é tão importante!E aí, que tal dar mais um passo?Se você chegou até o fim desse post, entendeu que para realizar seus objetivos e ter sucesso em todas as áreas da vida é necessário começar a criar um planejamento pessoal.Não tenha dúvida, você está no caminho certo para alcançar a Alta Performance! Não desperdice mais tempo pois todos nós temos o poder de mudar nossas vidas para a melhor.Quer ter Alta Performance e alavancar seus resultados? No meu Treinamento APP - Alta Performance Pessoal eu compartilho as principais estratégias para alavancar seus resultados e você tem a possibilidade de se aprofundar ainda mais nesse tema.Se quiser saber mais, clique aqui, e descubra como essa experiência que já transformou a vida de milhares de pessoas, também pode transformar a sua!#Atitude que te moveUm abraço,

Paulo Alvarenga (P.A.)

  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

5 ideias para ter hábitos saudáveis se você não tem tempo livre

Você cultiva aquela crença de que para ter hábitos saudáveis é preciso ter tempo?

Talvez você faça parte daquela parcela de pessoas que ainda acreditam que só é possível ter uma vida saudável se tiver tempo livre.

Mas felizmente esse modelo mental pode ser desconstruído, pois existem ideias simples que podem ser adotadas no dia a dia de qualquer pessoa tornando a rotina mais saudável.

Quantas vezes você já ouviu alguém dizer que o dia poderia ter mais de 24 horas? Parece ser impossível fazer tudo o que precisamos não é mesmo?

Mas ao contrário do que muitos pensam levar uma vida saudável depende de pequenas atitudes.

Continue reading
  0 Hits
  1 Comment
0 Hits
1 Comment

As principais causas da queda de produtividade e afastamento do trabalho no Brasil

Você sabe quais são as maiores causas na queda de produtividade e afastamento do trabalho?As transformações no mundo ocorrem de maneira acelerada. Vivemos cada vez mais em um ambiente veloz, dinâmico e incerto, é a chamada Era Exponencial, que tem como principal característica a ruptura dos modelos do mundo tradicional.Nessa trajetória, precisamos ser capazes de reagir rapidamente, uma vez que, quem não acompanhar esse movimento ficará para trás.No ambiente de trabalho não é diferente, muitas empresas acabam medindo o desempenho de seus colaboradores pela quantidade de atividades que eles conseguem desempenhar.Pesquisas realizadas com mais de 12 mil pessoas em 85 países revelaram que a maioria delas trabalham mais de oito horas por dia, além disso, 46% ainda levam trabalho para casa.Você sabia que aprender a gerenciar e equilibrar bem suas energias é importante se você deseja viver uma vida com níveis mais satisfatórios de produtividade?Onde você tem gastado suas energias?Numa lógica quase unânime, sabemos que desempenhar vários papéis ao mesmo tempo traz muitas implicações, seja na vida pessoal ou profissional.Há por parte de muitos perfis, uma competência erroneamente valorizada: a multitarefa. Têm-se a ideia de que realizar várias atividades simultaneamente o tornará mais produtivo.Mas estar sempre ocupado não é sinônimo de produtividade. A multitarefa é a atividade que mais nos rouba energia e mais nos torna ineficientes.Responda a si mesmo: Você consegue ser efetivo em tudo que faz? Consegue conciliar uma vida saudável com projetos do trabalho? Responder seus e-mails sem procrastinar? Participar de todas as reuniões marcadas? Ter alta performance no trabalho e boas relações interpessoais? Praticar atividades físicas e ter qualidade de vida?Se você respondeu não para mais de três itens é necessário ficar atento e acender o sinal de alerta. Esse pode ser o início de acontecimentos que podem gerar situações de estresse e ansiedade.Talvez esteja focando toda sua energia em atividades que não irão trazer resultado algum.Aprender a focar o pensamento aonde de fato está aumentam as chances de você ser mais efetivo e produtivo em seu dia a dia.As maiores causas na queda de produtividade e afastamento do trabalho no BrasilVocê sabia que um dos aspectos que mais afeta a produtividade das pessoas é a qualidade de vida, e que ela está diretamente relacionada à saúde?Um estudo realizado pelo INSS entre 2012 e 2018, indicou que em seis anos mais de 520 mil brasileiros foram afastados por auxílio doença. Isso representa cerca de 40 mil dias de trabalho produtivo perdidos por problemas de saúde.As mulheres são maioria entre os beneficiários do auxílio, mas os homens ficam afastados do trabalho por mais tempo.Será que você se encaixa nesse perfil? Vamos ver agora as principais causas:1. Pressão em excesso e estresse no ambiente de trabalhoNossos trabalhos ocupam boa parte de nossas vidas e por isso também são uma fonte de estresse significativo, mesmo que deem significado a elas.Prazos curtos, agendas cheias, dias longos, não importa qual seja o seu trabalho, ele pode gerar ansiedade. No Brasil, 69 % das pessoas sofrem com estresse no ambiente corporativo.O afastamento do trabalho causado por transtornos psicológicos lidera o topo da lista, e se tornou uma realidade preocupante.A Síndrome de Burnout, ou, Síndrome do Esgotamento Profissional, entrou no cadastro da Organização Mundial da Saúde (OMS) como a síndrome mais crônica da atualidade.Um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico. E a principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho, muito comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão.Nunca houve uma época em que as pessoas tomassem tanto remédio no Brasil. E o mercado farmacêutico relacionado a venda de medicamentos controlados não para de crescer.Você já se perguntou como é o seu ambiente de trabalho? Se sua empresa têm um ambiente saudável? Se você tem hábitos e atitudes que potencializam um ambiente de stress?É preciso ficar atento! A Síndrome de Burnout e o estresse decorrente de ambientes onde há muita pressão, podem resultar em um estado profundo de depressão.Ainda de acordo com dados da OMS, até 2020, a depressão pode liderar a lista das maiores causas de afastamento do trabalho em todo o mundo.2. Mídias SociaisCom que frequência você utiliza seu celular?São diversos os estímulos que roubam nossa atenção, foco e concentração, características essenciais para qualquer indivíduo ter alto rendimento.Sem sombra de dúvida, as mídias sociais estão no topo da lista. Tal que, os aparelhos celulares à palma da mão, transformaram uma ferramenta de comunicação num vício coletivo.Uma pesquisa publicada na Forbes, nos alertou sobre os efeitos negativos das mídias sociais, mostrando-nos que elas não são boas para o bem-estar mental.É fato que elas dificilmente irão embora, não há como retroceder, mas elas podem ocupar o status de vilã se mal utilizadas.Segundo o consultor em gestão de pessoas, Pedro Zaros, cerca de 15% da distração dos funcionários no ambiente de trabalho é explicado pelo uso excessivo de aplicativos no celular.Mas depois de refletir sobre o uso das mídias sociais, talvez ainda me responda: “Mas eu trabalho com celular!”.Será que você realmente só o utiliza para o trabalho? Ou será que faz uso de maneira compulsiva, tornando seu dia menos produtivo e causando problemas à sua saúde?Além de serem ótimos “ladrões” de produtividade, segundo Dr. Carlos César Vassalo, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia, as consequências causadas pelo uso excessivo podem ser ainda maiores, tais como dores no pescoço, ombro, tendinites e até dores na coluna.Um estudo feito pela Faculdade de Medicina de Harvard, publicado na Revista Nature, constatou que a luz azul emitida pelos aparelhos celulares causa graves distúrbios ao sono.Por isso é preciso fazer uma avaliação sincera sobre sua relação com esses dispositivos.Existem hoje aplicativos como o Instagram, que medem a quantidade de tempo as pessoas passam conectados às redes sociais. Se questione: será que a tecnologia junto às mídias sociais está trabalhando a seu favor ou roubando horas preciosas do seu dia?3. Dor nas costasA Dorsalgia, popularmente conhecida como "dor nas costas", é uma das doenças que também contribuem na queda de rendimento e levam ao afastamento do trabalho no Brasil.Segundo dados do INSS foram 83, 8 mil casos em 2017, e em 10 anos a doença tem estado entre as que mais concedem auxílios-doença.As maiores causas são provenientes de funções onde os profissionais passam muito tempo em uma mesma posição, com posturas inadequadas, movimentos repetitivos ou em atividades que exigem muito esforço físico.Permanecer sentado muitas horas do dia, mesmo realizando atividades que exigem pouco esforço, também traz impacto à saúde.Dificilmente o profissional que passa muitas horas nessa posição observa sua postura, já que foca toda a  atenção na atividade que realiza.As dores nas costas atuam diretamente na queda de rendimento de muitos profissionais. E infelizmente são colocadas de lado por um número grande de pacientes.O problema é que se não tratada, a dorsalgia evolui e o colaborador acaba sendo afastado. O que você tem feito para não fazer parte dessas estatísticas? A queda de produtividade é um fator que ajuda as pessoas medir a qualidade de vida. O baixo desempenho pode ser um alerta para questões mais sérias.Logo, o autoconhecimento é o caminho para descobrir qual o impacto do baixo rendimento.Nossa energia emocional está entre um dos fatores que mais rouba nossa produtividade, mas também existem outras áreas que podem diminuir a chance de você ser mais efetivo.E como refletimos nesse blogpost, saber onde você gasta suas energias é importante para elevar seu desempenho e seu nível de produtividade.Por isso descubra como a Roda da Vida, uma ferramenta de Coaching utilizada pela Crescimentum, pode ajudá-lo a mapear onde tem gastado suas energias, a fim de viver uma vida mais equilibrada e de Alta Performance.Abraços,Paulo Alvarenga (P.A.) 
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

8 passos para elevar a performance e alcançar o sucesso

Você se considera uma pessoa de sucesso? A busca pelo sucesso é uma meta comum para muitas pessoas. Mas poucos percebem algo essencial nessa jornada e é sobre isso que eu quero falar hoje: para alcançar o sucesso é preciso que você encontre equilíbrio entre 8 áreas básicas da vida.Parece simples, mas é aí que se encontra o verdadeiro desafio. Encontrar harmonia entre as diversas áreas de nossas vidas é mais complexo do que parece e isso pode estar bloqueando a sua performance.Por isso, eu vou te ajudar com 8 atitudes fundamentais para que você caminhe em direção ao sucesso. E durante a sua leitura, quero te convidar a fazer um exercício de reflexão pessoal que vai transformar a sua forma de enxergar a vida: como você se encontra em cada uma dessas áreas?1. Tenha harmonia em seu relacionamento íntimoTer relacionamentos íntimos de qualidade é primordial para nossa realização pessoal. Todas as pessoas precisam se sentir ouvidas, valorizadas e amadas. Além disso, a autoestima e relação consigo mesmo estão muito atreladas à essa área.No entanto, essa pode ser uma das áreas mais desafiadoras da vida. Pense: duas pessoas com vivências, histórias, crenças, valores e medos diferentes, tentando construir uma vida a dois. Não é nada fácil lidar com as diferenças.Para lidar com isso, ter alinhamento de expectativas e respeito à individualidade é essencial. Afinal, o verdadeiro sentido dessa área é poder compartilhar algo com alguém especial.2. Impulsione sua produtividadeTer um tempo dedicado às atividades que você ama é essencial para estimular o bem-estar e a criatividade. Mas produtividade, na grande parte das vezes, envolve fazer o que deve ser feito, quer você queira quer não.Ao fim do dia, você tem a satisfatória sensação de dever cumprido? A produtividade nada mais é do que usar o seu tempo da melhor forma possível, entregando resultados nas diversas áreas da vida.Você já foi cobrado no trabalho? E em casa, por sua família ou filhos? Alcançar o equilíbrio na produtividade permite que você sinta mais satisfação, qualidade de tempo e presença no que quer que se proponha a fazer.3. Valorize a famíliaGrande parte de nosso tempo entre pessoas é com a família. Ter qualidade de tempo com os entes queridos é primordial, porque essa é a base de todas as nossas relações. Se você parar para pensar, sua forma de lidar com os outros tem tudo a ver com a forma como você aprendeu a conviver em família.Ao olharmos para a nossa família, encontramos um porto seguro e entendemos aquilo que mais importa. É por isso que, quando algo nessa área não vai bem, parece que falta algo. Ficamos desconectados de nosso centro.4. Invista em seu intelectoEstamos num mundo cada vez mais ágil e cheio de informações. Como você lida com essa realidade? Estar sempre em processo de aprendizagem é fundamental para desenvolver novas competências.Estar antenado, atualizado e procurar conhecer novas realidades é assumir a responsabilidade do seu futuro, procurando desenvolver novas competências e se tornar, a cada dia, uma versão melhor de si mesmo.5. Conecte-se com sua espiritualidadeQuando digo que a espiritualidade impacta em sua performance, não estou falando de religião. Por espiritualidade, quero dizer aquilo em que você acredita e o que transcende a sua realidade. É sua forma de se conectar consigo mesmo e de ter a energia necessária para enfrentar até as mais difíceis situações.Sabe quando você sente que foi sugado, por qualquer que seja o motivo? O que te faz continuar em frente? Talvez essa seja uma das áreas mais negligenciadas, porque sempre colocamos outras prioridades à frente, esquecendo de cuidar da pessoa mais importante de nossas vidas: nós mesmos.Isso tem tudo a ver com sua missão de vida e o legado que você deseja deixar. Quando negligenciamos essa área, não estamos conectados e podemos cair na depressão, ansiedade e burnout.6. Encontre a realização profissionalO trabalho ocupa uma grande parte de nossas vidas. Mas você está satisfeito com a sua vida profissional? Se a sua resposta for não, você investe um tempo precioso em algo que não que não faz sentido para você e isso é preocupante!O trabalho é uma das formas mais nobres de darmos nossa contribuição ao mundo e, com alta performance, nosso talento fica em evidência.Quando estamos satisfeitos com nossa carreira, sentimos realização e motivação. Isso está completamente atrelado a um assunto que eu gosto muito: propósito. Quando você descobre o seu Ikigai, encontra o porquê levanta da cama todos os dias e, assim, consegue desenvolver o seu trabalho conectado com a sua missão.7. Cuide da saúdeComo você tem cuidado da sua saúde? Não estou falando apenas daquele check-up anual que você faz no médico. Estou falando sobre cuidados diários que você faz para estar saudável física, emocional e mentalmente. Essa área também tem forte impacto em nossa autoestima e valorização pessoal.A dimensão física é a base para que possamos nos sentir realizados em todas as outras áreas. Sem saúde, não existe disposição para alcançar o sucesso e aproveitar o relacionamento, família, trabalho e as tantas coisas grandiosas que a vida oferece.Eu acredito muito na ideia de que nosso corpo é nosso templo. De nada adianta cuidar apenas do exterior e ter um corpo de “capa de revista”, se o seu interior está com problemas. Cuidando da saúde, você tem vitalidade e longevidade para performar com qualidade.8. Equilibre as finançasLidar com o dinheiro é algo problemático para muitas pessoas, mas ter equilíbrio financeiro é uma das formas de alcançar a calma e tranquilidade necessárias para viver bem. Pergunte-se: você usa o seu dinheiro ou é usado por ele? Muitas pessoas acabam se tornando escravas de seu próprio dinheiro, dizendo o tempo todo “não tenho dinheiro para nada”.Ter uma boa relação com suas finanças exige inteligência emocional. Nossa relação com o dinheiro começa, primeiramente, na mente. Um exemplo disso é quando gastamos apenas para compensar algum sentimento ruim que tivemos.Algumas pessoas acreditam que o dinheiro é a solução para todos os problemas, mas de nada adianta ter estabilidade financeira se você não souber lidar com seus gastos.Está na hora de alcançar o seu sucesso!E então? Qual é a sua avaliação pessoal diante de cada um desses passos? Faça a sua Roda da Vida para analisar melhor como você está em cada área.Em seu dia a dia, é provável que você deixe algumas dessas áreas “para depois”. Mas não é assim que você alcançará a performance que deseja e merece! Que tal começar a olhar para as áreas menos favorecidas da sua vida com mais cuidado?O que eu quero dizer com tudo isso é que o autoconhecimento, o equilíbrio e a disciplina são fundamentais para que você conquiste o sucesso!E agora é o momento perfeito para fazer algo a respeito!Abraços,Paulo Alvarenga (P.A.)#Atitudequetemove
  0 Hits
  2 Comments
0 Hits
2 Comments

O que é inteligência emocional? Conheça o conceito de Daniel Goleman

Quantas vezes você já fez algo e depois se arrependeu? Quantas vezes agiu guiado pela emoção, mesmo sabendo que algo não era bom pra você? A inteligência emocional é uma habilidade essencial para quem deseja enfrentar um desafio nada simples: lidar com as emoções!

Muitas pessoas acreditam que, enquanto seres humanos, somos essencialmente racionais, mas quero te contar uma coisa: isso é mentira! Enquanto nosso cérebro está processando situações, agimos primeiramente no calor da emoção.

E está aí a grande necessidade de desenvolver essa habilidade: aprender a gerenciar seus sentimentos de forma inteligente favorece a sua forma de lidar com as situações e alcançar objetivos!Mas o que é inteligência emocional?A inteligência emocional nada mais é do que a habilidade de reconhecer, entender e lidar com as emoções, sejam suas ou dos outros. Esse termo, criado por Daniel Goleman, fala sobre a capacidade de administrar as emoções e trabalhá-las a seu favor.

Eu sempre falo sobre inteligência emocional em treinamentos e conversas pessoais, porque esse tema é imprescindível para quem quer gerenciar suas emoções e utilizá-las de uma forma positiva na vida.

Agora, eu gostaria de voltar às primeiras perguntas que te fiz nesse artigo. Se sua resposta foi positiva, você já deve ter se falado “foi mais forte do que eu” ou “eu nasci assim”. Mas eu me recuso a acreditar que você é incapaz de mudar algo que te prejudica!

Lidar com emoções de forma sensata é essencial para quem deseja expandir sua consciência e gerenciar melhor seus comportamentos, relacionamentos e decisões.

Continue reading
  0 Hits
  6 Comments
0 Hits
6 Comments

Conheça as 5 linguagens do amor e transforme seus relacionamentos

Como está o seu relacionamento íntimo? Da forma como gostaria, ou cheio de discussões e embates que drenam a sua energia? Você e seu cônjuge conseguem manter aquela emoção e paixão que sentiram quando se conheceram pela primeira vez ou isso ficou no passado? Já ouviu falar das 5 linguagens do amor?

Quero te contar uma coisa. Conflitos sempre existirão, mas o que mantém um relacionamento feliz é a forma como você lida com as adversidades e diferenças que surgirão no meio do caminho. Acredite, elas surgirão e são muitas!

Mas por que estou falando disso? Simplesmente porque, como tudo na vida, é preciso encontrar um equilíbrio! Encontrar esse ponto em comum na vida à dois é fantástico! E uma coisa que ajuda nisso é entender as 5 linguagens do amor.

As 5 linguagens do amor

Muitas pessoas compartilham comigo problemas de relacionamento e o que sempre me chama a atenção é a tendência de quererem mudar a pessoa amada. Eu quero te perguntar uma coisa: por que você escolheu essa pessoa, em primeiro lugar?

A necessidade de mudar o outro é algo que me incomoda e eu vou te dizer o porquê: as pessoas, simplesmente, são diferentes e amam de maneiras diferentes! Isso é algo natural para todos nós e ninguém pode exigir a mudança de quem ama.

Continue reading
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments

Por que falamos tanto sobre propósito?

Em minhas palestras, estou sempre falando sobre propósito. Este é um tema muito abordado atualmente e, talvez, você já esteja até cansado de ouvir falar nisso. Mas hoje eu decidi te contar por que eu acredito que ter em mente o seu propósito te ajudará a elevar a sua performance.O que te faz levantar da cama todos os dias?Imagine essa situação:É segunda-feira de manhã e você é tirado de um sonho. Lá vem o despertador alertando que já são 6h. Num pulo, você coloca a opção “soneca” e, nos próximos 5 minutos que antecedem mais um toque, você se encontra num conflito.O fim de semana passou voando e, agora, você não vê a hora de o próximo chegar. Afinal, aqueles 2 dias são o momento em que você pode dormir até mais tarde, colocar suas séries em dia, estar entre família e amigos, comer aquela comida deliciosa sem culpa e fazer o que você mais ama.Só que chegou a segunda e, nesse momento, você está deitado na cama esperando pelo instante em que o tempo da soneca vai acabar, pensando: Não vejo a hora de chegar no trabalho e fazer as coisas acontecerem! Eu odeio segundas-feiras. Quanto tempo falta para a próxima sexta?Nós precisamos falar sobre propósito de vida e o exemplo acima é uma das formas mais claras que temos para representar o impacto dessa palavra poderosa. Qual dessas opções você escolheria?A maioria das pessoas passa a vida inteira acordando nas segundas-feiras desejando pela próxima sexta. Mas quando você descobrir o seu propósito, a sua vida será transformada para sempre.Como minha performance pode melhorar com o propósito?O propósito de vida pode ser conhecido por diversos nomes. Talvez você chame de objetivo, meta ou finalidade. Eu mesmo costumo chamar de Ikigai, filosofia japonesa que nos ajuda a conciliar nossa missão, paixão, talento e profissão, encontrando o motivo fundamental para levar uma vida com mais sentido.O ponto complexo do propósito é que ele é especificamente SEU, então, se você não estiver conectado consigo mesmo, há uma grande possibilidade de que não escute o que está vivo dentro de você.Por isso, se você espera que eu te passe a fórmula mágica para que você termine este artigo com seu propósito em mente, eu sinto muito em te decepcionar: não é bem assim.Mas vou contar algo que me ajudou nessa jornada e que vai te ajudar. Para entender qual o seu objetivo de vida, você deve começar focando em ter respostas para perguntas poderosas como:Qual o sentido no que eu faço para viver? O que eu faço com tanta energia que nem vejo o tempo passar? Sou verdadeiramente feliz com o que eu faço? E, por fim, o que me faz levantar da cama todos os dias?Uma vez que você tiver a resposta para essas questões tão profundas, terá uma nova visão sobre todas as dimensões da sua vida. O trabalho, por exemplo, terá um sentido que vai além do dinheiro. Seus domingos não serão de aflição por mais um fim de semana acabado.E a chave para tudo isso? O autoconhecimento para poder olhar para dentro e identificar os seus “porquês”. E eu tenho uma ferramenta ótima para isso: a Roda da Vida! Fazer a sua, com certeza, vai te ajudar a se conhecer melhor.É hora de usar o seu GPSQuando pensamos em performance, devemos sempre ter algo maior que nos motive a ir além. Você sabe bem que a trajetória é difícil: fácil mesmo é permanecer em nossa zona de conforto. Portanto, sem um propósito definido, é provável que você se perca no meio do caminho.Eu costumo pensar no propósito como uma espécie de GPS. Quando sabemos onde estamos e para onde estamos caminhando, trilhamos o caminho com certeza, assertividade e foco. E, no momento em que algo nos desvia da estrada, recalculamos a rota. Com propósito, desistir não é uma opção.Vamos juntos nessa?Abraços,Paulo Alvarenga (P.A.)#Atitudequetemove
  0 Hits
  0 Comments
0 Hits
0 Comments